China tem 491 mortes por coronavírus e 24,3 mil casos confirmados

No Brasil, há 13 casos suspeitos; nenhum foi confirmado. Aviões da frota presidencial devem decolar nesta quarta para buscar os brasileiros na China; Senado vota projeto com regras para quarentena.

A China tem 491 mortes por coronavírus e 24.363 casos confirmados, de acordo com o balanço divulgado do governo Chinês divulgado na mídia local. Ao menos 892 pessoas já se recuperaram do vírus.

Confira a situação até a manhã desta quarta-feira (5):

  • 491 mortes por coronavírus na China
  • 1 morte nas Filipinas
  • 24.363 casos confirmados na China
  • 182 casos confirmados em outros 24 países
  • Hong Kong anuncia quarentena para quem chegar da China continental
  • No Japão, um cruzeiro com 3,7 mil passageiros foi colocado em quarentena
  • Macau fechou os cassinos por causa do coronavírus
  • No Brasil, há 13 casos suspeitos e 16 descartados até as 16h desta terça (4)
  • A Câmara aprovou o projeto com regras de quarentena; proposta segue para o Senado
  • Dois aviões presidenciais devem partir nesta nesta quarta em busca dos brasileiros na China

Senado deve votar regras sobre quarentena

Os senadores devem votar hoje o projeto de lei que define regras sobre quarentena na repatriação de brasileiros que estão na China. Nesta terça, o texto foi aprovado pelos deputados.

O texto define o que será a quarentena, o isolamento, e a quais condições serão submetidos os brasileiros repatriados.

Nesta quarta-feira, dois aviões reservas da frota presidencial do Brasil partirão para buscar o grupo de brasileiros que está na região de Wuhan, que é o epicentro da epidemia. Os repatriados brasileiros ficarão em quarentena em Anápolis/GO, e quem apresentar qualquer sintoma da infecção será levado ao Hospital das Forças Armadas, em Brasília, para avaliação médica.

Cruzeiro em quarentena

Um navio de cruzeiro com 3,7 mil passageiros foi colocado em quarentena na terça-feira por autoridades japonesas depois que um passageiro que desembarcou em Hong Kong foi diagnosticado com a doença. Ao todo, dez casos foram registrados no navio até o momento.

A epidemia levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar emergência de saúde mundial. Vários governos estabeleceram restrições de viagens e companhias aéreas suspenderam voos para e a partir da China.

FONTE: Informações | g1.globo.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password