Casal é conduzido para a delegacia após trocar ameaças por ciúmes, em Birigui

Um casal moradores de Birigui, ambos com 33 anos, foram conduzidos ao Distrito Policial judiciário central de Birigui (SP), após trocarem ofensas e ameaças, por motivo de ciúmes. O caso foi registrado como ameça e violência doméstica.
Segundo foi apurado, os militares Cabo Loes e Cabo Lopes, realizavam patrulhamento preventivo e ostensivo pela cidade de Birigui, quando por volta das 02h00, deste sábado (18), foram acionados via Copom para atendimento de ocorrência de possível violência doméstica ocorrida na Rua Domingos Canciam, em uma área rural de Birigui.
No local, os militares se depararam com as uma mulher identificada posteriormente por T.D.N.F de 33 anos, e um homem F.S.F também de 33 anos, sendo informado pela mulher, que momentos antes, tiveram uma discussão, onde seu marido a ameaçou dizendo que iria matá-la. Ao ser questionado, o homem negou, e alegou que sua esposa quem lhe ameaçou dizendo que iria atear fogo em sua pessoa.
Diante dos fatos, e das versões de ambas as partes, os militares os conduziram até o distrito policial para serem tomadas as devidas providências de polícia judiciária.
CIÚMES
Já na delegacia, por sua vez, a mulher de 33 anos, disse a autoridade policial, que é casada com o acusado há dois anos. Segundo ela, durante a madrugada deste sábado (18), após uma discussão em razão de ciúmes, ele a ameaçou dizendo; “Você esta me traindo, vou te espancar”.
Ainda segundo ela, o marido é usuário de cocaína e quando faz uso desta droga o mesmo fica bastante alterado. Além disso, informou que em data anterior, dia 17 de novembro, compareceu na delegacia da mulher, onde registrou outro boletim de ocorrência, sobre ameaça e lesão corporal bem como procedeu ao pedido de medidas protetivas de urgência. Ainda segundo ela, os fatos relacionados ao mencionado boletim de ocorrência ocorreram no dia 30 de outubro de 2023. Por fim declarou que gostaria de representar criminalmente contra o marido.
NEGOU
Por sua vez, o homem de 33 anos, disse que é casado com sua esposa há cerca de dois anos e, durante a madrugada, observou quando ela enviava mensagens para uma pessoa desconhecida através do aplicativo WhatsApp. Neste momento, ele pediu para que ela mostrasse a tela do seu telefone celular, pois queria ver com quem ela estava conversando, contudo, a esposa negou seu pedido dizendo que não iria mostrar.
Diante disso, iniciou-se uma discussão, onde ela o ameaçou dizendo que iria atear fogo em sua pessoa ou mandaria alguém para matá-lo. Ainda segundo ele, sobre a ameaça alegada por ela, declarou que em momento algum a ameaçou dizendo que iria espanca-la. Após ser orientado ele também optou-se em representar criminalmente contra a esposa pelo crime de ameaça.
Diante dos fatos, como não houve testemunhas e os militares nao presenciaram nenhum dos fatos relatados, foram tomadas todas as medidas cabíveis, sendo ambos ouvidos, orientados quanto aos direitos de ambos. Em seguida as partes foram liberados, um inquérito será instaurado para melhor apuração dos fatos.
Birigui Notícias da Hora

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página