Cão da PM ajuda a localizar 49 porções de maconha e estudante é preso 

Breno fareja esconderijo de drogas e prende traficante em Araçatuba/SP. 

Na noite de ontem (7), um estudante de 18 anos foi preso em flagrante por tráfico de drogas com ajuda do “Breno” um cão da Polícia Militar, na rua Aristides Tôrres, no bairro Água Branca, em Araçatuba/SP. 

De acordo com informações, os policiais militares estavam fazendo patrulhamento na região quando um popular avisou que tinha um homem em uma construção vendendo drogas. 

Ao chegar no local, os militares avistaram o suspeito saindo da casa e ao ver a viatura, voltou rapidamente. Imediatamente V.E.C.M., foi abordado dentro do terreno. Em revista pessoal, foram encontradas três porções de maconha na sua mão esquerda e R$ 30. 

Em seguida, os policias fizeram buscas no terreno e com o apoio do cão Breno, foi localizada mais 49 porções da mesma droga. O farejador sentiu o cheiro da droga dentro de um bloco de cimento, embaixo de um contêiner. 

Segundo boletim de ocorrência, o jovem assumiu o tráfico. Ele disse aos policiais que vende cada embrulho de maconha por R$ 5 e estava vendendo na região há 4 meses. 

Ele foi preso em flagrante e levado ao Plantão Policial da Polícia Civil e autuado por tráfico de drogas, crime que prevê pena de 5 a 15 anos de prisão. O indivíduo será encaminhado para audiência de custódia ainda nesta sexta-feira. 

Breno 

Um pastor belga, de quatro anos, que passou um ano em treinamento intensivo, com faro refinado, participou de inúmeras apreensões de entorpecentes e é um cão de dupla função, pois se comporta também como um cão de guarda. 

Os cachorros do Canil da Polícia Militar ficam cerca de 8 anos servindo de apoio aos policiais e depois se aposentam. Geralmente, depois de aposentados, os cães ficam com seus adestradores ou são doados à policiais ou pessoas de confiança. 

É sempre feito um termo de doação de compromisso e responsabilidade e o cão é fiscalizado. “O cão é doado, mas não esquecido”, garante à corporação. A Força Tática planeja aprimorar o treinamento de cães de guarda e buscas de drogas, além de treinamento de buscas de corpos em matas. 

FOTO: Reprodução | Isabela Lacintra 

0 Comentários

Deixe um Comentário

três × quatro =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password