Polícia Civil realiza operação para prender integrantes de facção criminosa

São cumpridos 37 mandados de prisões temporárias em 21 cidades, incluindo capital paulista, região metropolitana, litoral e interior de São Paulo.

Na manhã desta quinta-feira (24), a Polícia Civil de São Paulo realiza uma operação para prender integrantes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) que agem dentro e fora do estado. São 37 mandados de prisões temporárias em 21 cidades, incluindo capital paulista, região metropolitana, litoral e interior do estado, além de 59 mandados de busca e apreensão.

Foram três meses de investigação para embasar a deflagração da operação Transponder. As investigações tiveram início a partir de fragmentos de manuscritos apreendidos na região de Presidente Prudente e identificaram que integrantes da facção estariam comandando ações criminosas de dentro da Penitenciária Ozias Lúcio dos Santos, na cidade de Pacaembu.

A organização criminosa tinha ligação do presídio de Pacaembu com as Penitenciárias de Junqueirópolis e Martinópolis e comandaria ações criminosas inclusive em outros estados.

De acordo com a polícia, o grupo investigado é responsável pela movimentação financeira, tráfico de drogas dentro e fora dos presídios e comunicação da organização criminosa. Dos 37 mandados de prisão expedidos, 14 são de pessoas que já estão presas e 23 em liberdade.

Em Presidente Prudente, serão cumpridos 11 mandados de prisão e 15 de busca e apreensão. Segundo a polícia, em Presidente Prudente, a facção negocia drogas a partir do Paraguai.

Na capital paulista são 6 mandados de prisão e 9 de busca e apreensão. Na Grande São Paulo há 4 mandados de prisão, nas cidades de Carapicuíba, Taboão da Serra, Itapevi e Guarulhos, além de 6 de busca e apreensão.

Ao todo, 250 policiais participam da operação nos municípios de Pacaembu; Irapuru; Flórida Paulista; Presidente Prudente; Martinópolis; Presidente Bernardes; Junqueirópolis; Caiuá; Presidente Venceslau; Presidente Epitácio; São Paulo; Carapicuíba; Taboão da Serra; Guarulhos; Aparecida; Mirassol; Mongaguá; Sorocaba; São José do Rio Preto; Teodoro Sampaio e Andradina.

Serão bloqueadas as contas bancárias de 47 dos integrantes do PCC. A polícia identificou, ao todo, o envolvimento de 65 pessoas.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password