ATENÇÃO, NOTÍCIA DE ÚLTIMA HORA: Justiça de Votuporanga determina a interdição de clínica de recuperação feminina em VOTUPORANGA

Uma denúncia formulada pelo Ministério Público de Votuporanga foi acatada pela Justiça que determinou a interdição imediata de uma clínica de recuperação contra álcool e drogas. Uma força-tarefa envolvendo representantes do Ministério Público, Justiça, Vigilância Sanitária, Secretaria de Trânsito e Polícia Militar foi desencadeada por volta das 15h30, desta sexta-feira, no local onde funciona a clínica, localizada no bairro Sonho Meu – após a linha férrea, zona sul de Votuporanga.

 

Neste momento, toda a equipe da força-tarefa ainda se encontra no local, e os agentes encontraram a clínica em condições precárias, conforme uma fonte relatou ao Votunews. De acordo com informações colhidas pela reportagem do votunews.com.br, no momento da ação da Justiça e da Polícia, a clínica mantinha 29 pacientes (mulheres), todas em processo de recuperação contra o uso de álcool e drogas. Uma denúncia levou a essa ação policial.

 

Conforme informações, o espaço era precário, sem condições nenhuma de higiene, havia denúncias de maus tratos contra as pacientes, inclusive aos fundos da casa havia um quarto – tipo cela que era utilizado como “solitária” para as pacientes indisciplinadas, falta de alimentação, entre outros.

 

O Votunews apurou que, em um primeiro momento, os responsáveis pela clínica seriam apenas notificados das condições, mas ao vistoria o local, a força-tarefa, com o aval da Justiça, determinou a imediata interdição da casa e a remoção de todas as pacientes.

 

Neste momento, (16h46), a equipe da Prefeitura e Vigilância Sanitária estão mantendo contato com os familiares das mulheres internadas para a imediata remoção de cada uma delas para os seus respectivos municípios. “Encontramos um local sem condições nenhuma de higiene a essas pacientes, muitas delas com marcas de violência, sem alimentação e ainda esse quarto utilizado como solitária”, informou a fonte. Lembrando que há duas semanas, Votuporanga registrou a morte de uma jovem paciente moradora de São José do Rio Preto e causa era desconhecida.

 

Um outro jovem morador de Guapiaçu foi morto durante sua remoção para uma outra clínica de recuperação em Votuporanga. Nesta semana, a vereadora Jezebel Silva voltou a cobrar durante o seu pronunciamento proferido na tribuna da Câmara Municipal, para que o poder público e os demais órgãos façam uma ampla fiscalização nessas clínicas de recuperação em razão das diversas denúncias e reclamações feitas por pacientes e seus familiares. REPORTAGEM/VOTUNEWS:

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password