Após ser adotado, cachorro que foi enterrado vivo faz sucesso na web e mostra ‘recebidos’: ‘No estilo’

Cão com pescoço mutilado foi encontrado em um terreno às margens de uma rodovia em Tatuí (SP). Ele ficou sob os cuidados de veterinários por mais de 50 dias e passou por várias cirurgias.

Depois de ser adotado por uma família, o cachorro que foi resgatado após ser enterrado vivo em um terreno às margens da Rodovia Antônio Romano Schincariol, em Tatuí (SP), está fazendo sucesso nas redes sociais ao mostrar o seu processo de recuperação.

Com quase 4 mil seguidores, o Menino Bento, como passou a ser chamado, exibe poses e looks das suas idas ao veterinário. Parte das roupinhas dele são presentes dos fãs.

“Como o caso dele teve bastante repercussão, as pessoas adoram acompanhar e torcer pela recuperação do Bento. A página também aborda pautas importantes como o combate aos maus-tratos e abandono”, explica Nathalia Sabóia, tutora do Bento.

“Passando por aqui para desejar uma ótima semana para todos os meus amigos. ‘Tô’ bem no estilo”, diz uma das postagens. “Passando para mostrar meu look do fim de semana que a tia me presenteou e eu ‘AUmei'”, publicou também.

Há quase um mês com a nova família de tutores, Bento tem demonstrado boa recuperação. Além do trauma, ele passou por seis cirurgias de emergência para reconstruir o pescoço. Em uma delas, chegou a ter uma parada cardíaca na cirurgia e “deu um susto” na equipe médica.

Apesar do histórico, Nathalia contou que o cãozinho tem uma boa relação com os humanos e outros animais. “Ele é muito carinhoso e, apesar de ter sido vítima de tanta violência, não rejeita um carinho. O Bento é puro amor”, conta.

Ao g1, Nathalia contou ainda que decidiu adotar o Menino Bento depois de conhecer a história dele por meio de uma reportagem. Segundo ela, a vontade de adotar um animal que realmente precisava de ajuda já era antiga.

“Há um ano perdemos uma cadela, que foi atropelada. Foi muito triste e estávamos esperando o momento certo para adotar um outro animal. Quando soubemos da história e vimos o Bento, foi paixão à primeira vista. Mas o processo foi demorado, já que muitas famílias também se candidataram”, lembra a tutora.

g1

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password