Após ameaças, Doria anuncia que vai morar no Palácio dos Bandeirantes

Por meio de um comunicado à imprensa, o governador João Doria (PSDB) anunciou que, após ameaças, decidiu morar, temporariamente, no Palácio dos Bandeirantes, no bairro do Morumbi, em São Paulo.

Segundo o tucano, a decisão foi tomada “diante do radicalismo” de seguidores de uma “seita intolerante e autoritária”. O governador justificou que “o negacionismo na pandemia deixou de ser um delírio das redes sociais, provocado pela paixão política, e está se tornando algo muito mais perigoso para a vida, a ciência e a democracia”.

Doria afirmou que “tem enfrentado os seguidores dessa seita com inquéritos policiais e ações judiciais, com medidas sanitárias e vacinas, instrumentos da lei e da razão” e destacou que o fanatismo ideológico “ignora a racionalidade e a legalidade”, pois “tem ultrapassado os limites do embate político e do questionamento técnico” com ameaças à segurança de sua família e agressivas manifestações na porta de sua residência, perturbando o bairro e vizinhos.

“Regredimos a tempos obscuros em que a integridade física daqueles que defendem a vida e a democracia está sob ameaça”, explicou o governador, que lembrou ter vivido o mesmo sentimento quando acompanhou o pai, cassado pela ditadura militar, no exílio.

“Dessa vez, no entanto, não haverá exílio, nem ditadura. Haverá ciência, vacinas, vidas salvas e democracia. Meu desprezo por estes extremistas que ameaçam a mim, a minha família e ameaçam pessoas que defendem a vida”, acrescentou Doria, que chamou sua decisão de difícil, mas necessária neste momento de “intolerância ao pensamento contraditório, de belicismo verborrágico e de cegueira ideológica”

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password