Alunos criam site para mostrar formação de jovem aprendiz 

A plataforma é trabalho de conclusão da turma do Programa Senac de Aprendizagem da unidade Votuporanga.  

Os alunos da 33ª turma do Programa Senac de Aprendizagem, que se forma em junho, criaram um site para mostrar as experiências que viveram durante a formação. A plataforma apresenta atividades teóricas e práticas, dinâmicas realizadas dentro e fora de sala de aula e divulgam informações mais detalhadas sobre o programa. 

No site é possível acompanhar, as visitas e o conhecimento que os jovens adquiriram nas empresas, como por exemplo, o funcionamento interno das organizações – quadro de funcionários, departamentos e equipamentos disponíveis. Além dessas experiências, o site exibe as vivências educacionais dos jovens aprendizes com a comunidade, como as atividades lúdicas e interativas realizadas com o público atendido pela Casa da Criança de Votuporanga, pelo projeto Gentileza Gera Gentileza. “Essa atividade foi uma das melhores do programa, pois nos deu uma sensação enorme de poder contribuir com a comunidade”, afirma o aprendiz Daniel Mateus. 

Outro aluno da turma, Iohan Brandão de Oliveira, reforça o propósito do site de dar visibilidade às atividades que compõem o processo de formação dos aprendizes, que julga pouco conhecido pela população. 

“Quando a gente diz que é aprendiz, a pessoa acha que você é simplesmente um funcionário mais novo. Depois que explicamos, ela percebe que estamos em formação e, por isso, passamos por inúmeras experiências em diversos lugares, aprendendo a lidar com todas as questões do mercado de trabalho. O objetivo é realmente divulgar o programa e as vivências que ele proporciona”, diz. 

Segundo a docente do Senac Votuporanga, Daniela Marin, que acompanhou todo o processo de aprendizado da turma, a linguagem do site – simples e direta – deve facilitar a conscientização e o entendimento sobre o programa. 

“A idealização e construção são dos alunos, por isso ficou com a cara deles. As informações sobre as atividades nas empresas e com a comunidade trazem a percepção deles nas dinâmicas, o que nos enche ainda mais de orgulho em ver como se desenvolveram ao longo da formação.” 

Teoria e prática 

Essa é a segunda vez que Daniel participa do programa como aprendiz. Atualmente, ele está locado na área de logística de uma empresa de comércio e indústria de ferro e aço. “No setor, meus afazeres são organização do almoxarifado de pneus e acessórios para carretas e caminhões, regularização de documentos de veículos e manutenção preventiva, além de fechamento de mês pelos postos de abastecimento da frota e pagamento para manutenção de veículos em oficinas parceiras”, conta o jovem. 

Ele ressalta a importância de poder aplicar no local de trabalho o conhecimento adquirido em sala de aula. “Participamos de projetos nos quais praticamos esse aprendizado, o que é uma experiência muito satisfatória e que rende novos conhecimentos.” 

Assim como Daniel, Iohan sente-se motivado para falar do programa a todos os jovens. Para ele, o Programa Aprendizagem foi a porta de entrada para se inserir no mercado de trabalho. “Entrei para o programa por meio de uma vaga de estoquista e repositor de produtos em uma loja de departamentos. Fui contratado pela empresa como auxiliar de vendas antes mesmo do término do programa.” 

Aprendizagem no Senac Votuporanga 

A Lei da Aprendizagem (10.097/2000), que completa 20 anos, ingressa a grande maioria dos jovens brasileiros no mercado de trabalho. Essa lei determina que empresas de médio e grande porte devem contratar jovens com idade entre 14 a 24 anos incompletos como aprendizes. O contrato pode durar até dois anos e, durante esse período, o jovem é capacitado na instituição formadora e na empresa, combinando formação teórica e prática. 

“Nosso grande diferencial, como instituição de formação desses jovens, é que os docentes e a metodologia de ensino do Senac buscam desenvolver e potencializar as habilidades de cada aluno, não apenas para sua experiência no mundo do trabalho, mas também para a vida em sociedade, como cidadãos mais proativos”, destaca Eliane Baltazar Godoi, gerente do Senac Votuporanga. 

A carga horária total do programa é de 1.560 horas, o papel do Senac é oferecer a parte teórica (480 horas). O curso é gratuito, tanto para o aluno quanto para a empresa do segmento de comércio de bens, serviços e turismo, que matricula seu aprendiz e promove a parte prática, totalizando 1.080 horas. 

Outras informações sobre o programa podem ser obtidas no portalwww.sp.senac.com.br/votuporanga ou na própria unidade, que fica na Rua Guaporé, 3221, no Bairro Nova Boa Vista. 

Serviço: Senac Votuporanga 

Endereço: Rua Guaporé, 3221 – Nova Boa Vista – Votuporanga/SP 

Informações: www.sp.senac.br/votuporanga 

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mimPerdeu sua senha?

    Lost Password