Alemanha investiga massacre que deixou 9 mortos como ataque terrorista

Em Hanau, um homem matou 9 pessoas em dois bares onde frequentadores se reúnem para fumar narguilé; o corpo do suspeito, um alemão de 43 anos, foi encontrado em sua casa junto ao de sua mãe, de 72 – ambos com ferimentos causados por armas de fogo.

A Promotoria antiterrorista da Alemanha anunciou nesta quinta-feira (20) que assumiu a investigação dos dois ataques que deixaram pelo menos nove mortos na quarta-feira (19) na cidade de Hanau, perto de Frankfurt, suspeitos de terem motivação xenófoba, anunciou um porta-voz à AFP.

Os ataques ocorreram em dois bares de shisha – estabelecimento onde frequentadores se reúnem para fumar narguilé. Os assassinos fugiram em um carro preto. Segundo a imprensa local, houve um primeiro tiroteio em um bar no centro e, logo depois disso, em um segundo.

Durante a madrugada, a polícia anunciou que encontrou morto o “provável autor” do crime, ao lado de outra pessoa falecida. De acordo com fontes próximas à investigação, uma carta de confissão e um vídeo foram encontrados. Nesses documentos, há manifestações políticas de extrema direita, de acordo com o jornal inglês “Independent”.

O suspeito de ser o atirador era um alemão de 43 anos, segundo Peter Beuth, o ministro de Interior do estado de Hesse, onde fica Hanau.

Após os ataques, ele teria voltado para casa e se matado. Ele foi encontrado morto em seu apartamento nesta quinta-feira (20) pela manhã com o corpo de sua mãe de 72 anos. Os dois tinham ferimentos a bala, segundo Beuth.

Segundo a revista alemã Focus, entre as oito vítimas que foram assassinadas nos bares, havia descendentes de imigrantes.

FONTE: Informações | g1.globo.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password