Traficante “Xixita” é preso com arma de fogo no Pró-Povo

Foram apreendidos um revólver de calibre 22, municiado com seis cápsulas intactas, dois tabletes de maconha, pedras grandes de crack, um isqueiro, um rolo de plástico, um silenciador para arma de fogo, uma faca, celulares de procedência suspeita e um caderno com anotações.

Nesta terça-feira (4), os policiais da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) foram informados de que D.R.P. de 26 anos de idade, mais conhecido como “Xixita” estaria embalando entorpecentes para a venda no fundo de sua casa, localizada na Travessa Bem-Te-Vi, no bairro Pró-Povo.

Por volta das 10h, os policiais foram ao local e flagraram a ação do rapaz juntamente com outras pessoas, que conseguiram fugir para uma mata ciliar próxima dali. Apenas “Xixita” foi abordado.

Durante buscas na casa, foi encontrado um revólver de calibre 22, municiado com seis cápsulas intactas, que foi dispensado pelo pessoal enquanto fugiam. Também foram apreendidos dois tabletes de maconha, pedras grandes de crack que renderiam 62 invólucros, um isqueiro, um rolo de plástico, um silenciador para arma de fogo, uma faca, celulares de procedência suspeita e um caderno com anotações indicando o tráfico de drogas.

Enquanto eram feitas as buscas na casa, a polícia abordou um viciado que apareceu com a intenção de adquirir as drogas com o traficante.

Os policiais constataram o tráfico de entorpecentes no local e, segundo a polícia, as pessoas que fugiram levaram o restante das drogas e não foram encontradas. O traficante se recusou em revelar os nomes dos cúmplices.

“Xixita” já era investigado pela Dise e possui antecedentes criminais pelo crime de tráfico de entorpecentes. Diante da situação, foi dada a voz de prisão a ele, que foi conduzido à Dise, onde foi autuado em flagrante delito pelo delegado titular Dr. Antonio Marques do Nascimento, pelos crimes de Tráfico de Drogas e Porte Ilegal de Arma de Fogo.

Após os procedimentos de Polícia Judiciária, “Xixita” foi encaminhado a cadeia pública de Guarani d’Oeste, ficando à disposição da Justiça.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password