Votuporanga registra 12 mortes em seis meses de 2012

Desde o ano passado, quando a Secretaria de Segurança Pública do Estado passou a divulgar mensalmente os números das ocorrências policiais registradas por distritos policiais, é possílvel acompanhar com mais facilidade os dados mais preocupantes da criminalidade e também acidentes de trânsito.

Com base nesses dados é possível afirmar: o trânsito de Votuporanga está matando quatro vezes mais em acidentes em 2012 até agora do que no mesmo mesmo período no ano passado.

Os homicídios culposos por acidentes renderam quatro vítimas fatais entre janeiro a junho de 2011 contra 12, no mesmo período deste ano, ou seja, quatro vezes mais.

Destes, ao menos 10 ocorreram em ruas e avenidas da cidade, enquanto os outros, tiveram como locais estrada vicinal e rodovia. Além de Isabela e Álvaro, segundo informações apuradas nos arquivos do jornal A Cidade, perderam a vida em ruas em avenidas de Votuporanga em 2012:

Antônio Aparecido Prodossimo, de 55 anos (atropelado), Reinaldo Florêncio Pereira, de 26 anos (colisão), Iuri João Pache, de 22 anos (colisão), Leontino Francisco, de 55 anos (atropelado), Cícero Ferreira, de 59 anos (atropelado), Dagoberto Júnior do Nascimento Lau, de 17 anos (colisão), Antônio Ferreira da Silva, de 79 anos (atropelamento) e Patric Strocat Amaro de Oliveira, de 14 anos (atropelamento).

Devido aos números preocupantes, várias reuniões foram efetuadas nos últimos meses e propostas foram apresentadas para melhorias no trânsito local. Enquanto isso, a população assiste e participa de tragédias diárias, em todos os cantos da cidade. Confira alguns dos posicionamentos apresentados por autoridades no assunto:

“As pessoas correm por que vivem atrasadas. Acabar com esse hábito. Não é fácil, mas precisamos fazer algo. É um perigo quando a sociedade se acostuma com a tragédia e é isso que está acontecendo. Os acidentes estão sendo banalizados. Não podemos ensinar somente as crianças e esperar que elas cresçam para que diminuam os acidentes. Devemos educar os motoristas de hoje também”. (Jociano Garofolo – A Cidade).

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password