Votuporanga realiza mutirão de combate ao Aedes Aegypti 

Agentes da Secretaria Municipal da Saúde percorrerão toda a cidade até o dia 25 de fevereiro. 

A Secretaria Municipal da Saúde está realizando um mutirão em Votuporanga com os agentes de controle de endemias e agentes comunitários de saúde para combater o mosquito Aedes Aegypti. A ação começou nesta segunda-feira (11) e segue até o dia 25 de fevereiro. 

Nesse tipo de estratégia, os agentes realizam orientações aos moradores, zeladores de instituições e proprietários de estabelecimentos sobre as medidas de combate ao Aedes Aegypti. O trabalho visa orientar e estimular o responsável pelo imóvel a adotar os cuidados necessários e executar, durante a visita, medidas necessárias para evitar proliferação de vetores ou pragas urbanas. 

A medida faz parte da Semana Estadual de Mobilização Social Contra o Aedes Aegypti. No sábado (16/02), último dia da Semana, será realizada uma mobilização com abordagens e distribuição de materiais informativos, exposição de painéis lúdicos visando a orientação de toda a população sobre a importância de manter os ambientes sempre limpos para evitar doenças. 

A Prefeitura de Votuporanga realiza ainda, durante todo o ano, a conscientização e orientação das crianças, por meio dos painéis lúdicos, onde elas aprendem brincando. O objetivo é tornar as crianças multiplicadoras de informações e adultos conscientes para o combate às doenças em Votuporanga. A orientação também é feita a toda população adulta através de visitas domiciliares pelos agentes de saúde durante o ano todo. 

A recomendação para o combate ao mosquito é que a população redobre os cuidados em suas residências, verificando o armazenamento de água parada, e os recipientes que possam acumular água e virar criadouros do mosquito. Portanto, a Secretaria Municipal da Saúde orienta à população a manter os quintais limpos, eliminando possíveis criadouros como garrafas, sacolas plásticas, entre muitos outros recipientes que possam acumular água da chuva. É igualmente importante lavar os bebedouros dos animais com água, bucha e sabão; limpar calhas, utilizar produtos (detergente, sabão em pó) nos ralos internos e externos, a fim de se evitar a proliferação do vetor. 

Atendimento 

Ao sentir sintomas como coceira no corpo, dores nas articulações, no corpo e de cabeça; cansaço físico e mental; vermelhidão, sensibilidade nos olhos, náuseas, vômitos, tonturas, perda de apetite, febre baixa ou de início súbito, procure a UPA – 24 horas (Unidade de Pronto Atendimento) ou Hospital do Pozzobon “Fortunata Germano” para atendimento médico necessário. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

14 + 14 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password