Votuporanga está entre as 50 cidades mais inteligentes

Um estudo inédito, divulgado nesta segunda-feira (03), durante o Connected Smart Cities, em São Paulo, e publicado pela Revista Exame coloca Votuporanga como uma das 50 cidades mais inteligentes do país.
Para chegar à lista, a consultoria Urban Systems, responsável pelo ranking, analisou 70 indicadores de 11 áreas da gestão pública de 700 municípios brasileiros. Votuporanga ocupa a 45ª posição com 22,92 pontos, de um total de 63. Rio de Janeiro, com 29,99 é a primeira colocada, seguida por São Paulo (29,36) e Belo Horizonte (28,91).

O conceito de cidades inteligentes tem como base o aproveitamento das tecnologias para ajudar a solucionar os problemas urbanos e levou em consideração diversos fatores, como PIB per capita, nota em avaliações de educação, desempenho do município no Sistema Único de Saúde (SUS), existência de programas de banda larga popular, entre outros. “Entre as 50 cidades, Votuporanga é uma das poucas com menos de 100 mil habitantes. Além disso, a maioria está nas regiões metropolitanas”, afirmou o prefeito Junior Marão.

 

Marão destaca, entre as áreas analisadas, a educação. Segundo o IDEB 2013 (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), do Ministério da Educação, a rede municipal de ensino tem uma das 10 melhores notas do Estado de São Paulo, nas cidades com mais de 50 mil habitantes. O município atingiu o índice 6,4, que é semelhante ao dos países desenvolvidos, e está acima das médias nacional (5,2) e estadual (6,1).

 

Segundo o prefeito, Votuporanga vem se destacando na educação há alguns anos, e recentemente, a Prefeitura tem investido significativamente em tecnologia. Atualmente, todas as salas de aula possuem lousas digitais, que auxiliam educadores e alunos no aprendizado; e todos os cerca de 400 professores receberam um notebook do poder público. “Modernizamos praticamente todas as escolas, investimos nos professores, no material didático, em uniformes para todas as crianças e agora em tecnologia. Estamos investindo no futuro”, disse.

 

Outra área analisada foi a saúde. Segundo o Ministério da Saúde, Votuporanga tem um dos melhores atendimentos SUS do Brasil. O município obteve a nota 7,28 no IDSUS 2012 (Índice de Desempenho do SUS). Conforme dados do Ministério, apenas 1,9% da população vive em cidades com nota acima de 7,0. “É outra área que tratamos como prioridade. Investimos ainda na informatização da saúde, visando sempre melhorar o atendimento população”, completou.

 

É de se destacar ainda que a maioria dos serviços públicos municipais está baseado na web, através do site da Prefeitura (www.votuporanga.sp.gov.br). Pela página eletrônica, o cidadão tem acesso a leis municipais, pode solicitar a abertura de empresas, acompanhar o andamento de solicitações, registrar um reclamação ou sugestão na ouvidoria, acompanhar os gastos públicos, entre outros. “É mais uma facilidade ao cidadão e, acima de tudo, o compromisso com a transparência”, ressalta Marão.

 

Outro investimento importante foi na integração digital de todos os prédios públicos – como secretarias municipais, escolas, unidades de saúde, entre outros – o que resultado na otimização do trabalho. Votuporanga também disponibiliza internet gratuita para toda a população da Zona Norte.

 

A Prefeitura também tem investido em diversas ações inovadoras. O prefeito Junior Marão recebeu o Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor 2013/2014 (Etapa Estadual), na categoria Novos Projetos, pelo projeto Centro de Inovação Tecnológico que será implantado em Votuporanga, primeira cidade a sediar algo desta natureza, em parceria com o Governo do Estado, num investimento inicial de R$ 2 milhões.

 

Outro bom exemplo de ação inovadora é o Espaço Empresarial. A iniciativa é pioneira no Estado e beneficia o aglomerado produtivo da região, que conta com mais de 330 empresas, responsáveis pela geração de mais de 2 mil empregos. O objetivo é capacitar a mão de obra local e desenvolver técnicas inovadoras de produção, estimulando o empreendedorismo, a melhoria da competitividade do setor e a geração de emprego e renda para a população.

 

 

Firjan

 

Recentemente, o município tem se destacado em diversos estudos. Além dos dados positivos no IDEB e no IDSUS, a Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) coloca Votuporanga como a 6º cidade mais desenvolvida do Brasil. O Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM) monitora anualmente o desenvolvimento socioeconômico brasileiro em cada cidade e avaliou a criação de empregos, as condições de saúde e o nível da educação.

 

A Firjan também apontou que Votuporanga está entre os municípios mais bem geridos do Brasil. A cidade recebeu o conceito Boa Gestão no Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF) 2015 e ocupa, hoje, a 51ª posição no Ranking Estadual, entre 629 municípios; e a 250ª no Ranking Nacional, considerando 5.243 cidades brasileiras. Na prática, em todo o Brasil apenas 15,7% das cidades podem ser consideradas bem geridas.

 

 

RANKING: AS 50 CIDADES MAIS INTELIGENTES DO BRASIL

 

A consultoria Urban Sustems analisou 700 municípios para elaborar um ranking com as 50 cidades que usam melhor as ferramentas tenológicas e de informações.

 

Total de pontos possíveis: 63

OS INDICADORES:

 

ECONOMIA: dados como PIB per capita, renda média dos trabalhadores, crescimento do número de empresas e de emprego e dependência da economia local em relação ao setor público.

 

EDUCAÇÃO: itens como possibilidade de fazer matrículas pela internet, número de vagas em universidades públicas, nota em avaliações nacionais de educação.

 

EMPREENDEDORISMO: estatísticas sobre abertura de negócios e crescimento da economia criativa, pólos tecnológicos e incubadoras.

 

ENERGIA: indicadores como perdas de energia na rede elétrica, presença de fontes renováveis de energia, iluminação pública e domicílios com ligação à rede elétrica.

 

GOVERNANÇA: itens como escolaridade do prefeito, existência de site da prefeitura na internet e índice de desigualdade.

 

MEIO AMBIENTE: indicadores como perdas de água na rede de distribuição, taxa de reciclagem de materiais, arborização e monitoramento de área de risco.

 

MOBILIDADE: estatísticas como quantidade de ônibus e carros por habitante, idade média da frota, presença de ciclovias e rampas para cadeirantes e número de vôos semanais que chegam e partem de cada cidade.

 

PLANEJAMENTO URBANO: itens como existência de leis sobre ocupação de solo e operação urbana consorciada, possibilidade de emitir certidões pela internet e qualidade da pavimentação de ruas.

 

SAÚDE: indicadores como número de leitos e de médicos por habitante, índice de desempenho do município no SUS e número de equipes de saúde da família.

 

SEGURANÇA: dados como número de homicídios, acidentes de trânsito e despesas do poder público com segurança e defesa pública.

 

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO: dados como número de domicílios com acesso à internet, cobertura de telefonia celular com sinal 4G e existência de programas de banda larga popular.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password