Vôlei Futuro derrota Rio de Janeiro e vai à final da Superliga

Com atuação inspirada do levantador Ricardinho e do meio-de-rede Michael – que foi até eleito o melhor em quadra -, o Vôlei Futuro conseguiu uma vitória empolgante na noite desta sexta-feira, no Ginásio Plácido Rocha, em Araçatuba, ao derrotar o RJX, do Rio de Janeiro, por 3 a 1, com parciais de 25/18, 25/22, 29/31 e 25/21, no jogo três das semifinais.

Com isso, a equipe do interior paulista conquistou a vaga na decisão da Superliga masculina para enfrentar o Sada/Cruzeiro, de Minas Gerais.

O público de Araçatuba compareceu em peso no ginásio visando apoiar a equipe local rumo a uma vaga na final do torneio. Os 2,5 mil ingressos colocados à venda foram esgotados na última quarta, mesmo dia em que as vendas começaram. O fato gerou até protestos dos torcedores, que esperavam uma carga maior de bilhetes.

Embalado pela torcida, o Vôlei Futuro entrou em quadra com Ricardinho, Lorena, Dentinho, Camejo, Vini, Michael e o líbero Mário Jr, enquanto o Rio de Janeiro teve Marlon, Théo, Lipe, Dante, Riad, Lucão e o líbero Alan. Com isso, a promessa de grande jogo seria cumprida em Araçatuba.

O Vôlei Futuro começou empolgado no primeiro set e abriu sete pontos de vantagem, com saques fortes de Michael e bloqueios de Lorena. O RJX só conseguiu se recuperar quando o placar já marcava 9/2, mas não teve forças para buscar. Em erro de Riad, o time de Araçatuba abriu oito pontos, e conseguiu fechar com sete de vantagem, em 25/18, após Théo errar mais um saque.

Após o fim da primeira parcial, o Rio de Janeiro voltou empolgado para o segundo set e abriu 3 a 0 logo de cara, após saque de Marlon que caiu nas mãos de Dante. Os cariocas levaram a vantagem até o meio da etapa, mas Lorena deu uma largadinha e virou. Com atuação fenomenal de Ricardinho, o Vôlei Futuro abriu três pontos e fechou o segundo set.

O terceiro set começou da mesma maneira que os demais: nervoso, e com grandes lances de ambos times. Ligeiramente melhor, o Vôlei Futuro viu até o RJX brigar entre si, quando Riad e Marlon discutiram e o primeiro se retirou de quadra – acabou voltando posteriormente. A equipe de Araçatuba abriu quatro pontos com erro de Théo e levou a vantagem até o fim, quando deixou o Rio de Janeiro encostar.

Nos pontos finais, a equipe carioca empatou em 20 a 20, depois de Théo fazer o levantamento e Dante explorar o bloqueio, deixando os instantes finais do set dramáticos. Mas o time do Vôlei Futuro demonstrava menos nervosismo e tinha melhor sorte nos lances decisivos. Ualas errou saque, interrompeu bom momento dos cariocas e recolocou a equipe paulista no confronto. Contudo, o RJX reagiu de novo e fechou no bloqueio em 31/29.

No quarto set, o Vôlei Futuro mais uma vez demonstrou superioridade nos momentos cruciais. Com o cubano Camejo inspirado e disparando bolas de efeito contra os cariocas, além de Michael em grande fase, a equipe abriu sete pontos e acuou o RJX. O experiente levantador Ricardinho, por sua vez, seguia comandando o triunfo e conseguiu levar o clube de Araçatuba à decisão ao ajudar o time a fechar a etapa em 25/21. (Terra).

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password