Videoaulas transformam o processo de aprendizagem na Rede Municipal de Ensino de Votuporanga

Por meio do Programa “Educação Escolar”, estão sendo gravadas videoaulas em cenários lúdicos estruturados dentro das escolas municipais.

Durante a pandemia causada pelo Coronavírus (Covid-19), as formas de contato precisaram se modificar e, na área da Educação, as salas de aula se tornaram estúdios de gravação. Por meio do Programa “Educação Escolar”, promovido pela Secretaria Municipal da Educação da Prefeitura de Votuporanga, estão sendo produzidas atividades impressas e em plataformas de mídias, incluindo gravação de videoaulas por professores da Rede Municipal de Ensino. O objetivo principal é a continuidade no aprendizado dos alunos.

Segundo o Secretário Municipal da Educação, Marcelo Batista, é a forma que Votuporanga se organizou para seguir com o aprendizado. “Nós tivemos que nos reinventar e estamos buscando, a cada dia, uma possibilidade de chegar aos alunos e colaborar com as famílias. Nós transferimos as atividades que eram realizadas em sala de aula para os lares das famílias. O maior objetivo é manter vivo o espírito de amor ao ensino, laços familiares e criar uma rotina de estudo em casa. A Secretaria da Educação estruturou inúmeras estratégias para que pudéssemos tocar os nossos alunos neste momento de distanciamento, dentre elas as gravações de videoaulas. Parabenizo toda a equipe de profissionais que estão se desdobrando para reinventar essa nova forma de ensino e a compreensão das famílias, que tem sido grandes parceiras”.

A Técnica em Educação da Rede Municipal de Ensino, Amanda Cunha dos Santos, contou sua experiência durante o período de pandemia. “Está sendo uma experiência bem diferente, mas bastante proveitosa. Agora, o nosso contato não é mais presencial, mas, sim, pelas redes sociais e diferentes mídias. Esperamos que seja de bastante contribuição. As crianças estão tendo diversas experiências com a arte, como música, teatro e dança, que já tinham antes, mas agora de maneira diferente. Todos estamos nos empenhando muito para que a Educação continue”.

Vale ressaltar que a Pasta conta com intérprete para garantir a acessibilidade dos alunos. “A Secretaria da Educação oferece intérprete de libras para as crianças que possuem alguma necessidade especial. Ela participa dando todo o respaldo para que as informações sejam claras e objetivas e atinjam a todo o público da nossa Rede”.

As atividades estão disponíveis por meio do site www.votuporanga.sp.gov.br, no link Secretaria da Educação, na opção “Educação em Casa”. As videoaulas podem ser acessadas por meio do site https://escolarvotu.com e por meio do canal da Secretaria Municipal da Educação no YouTube https://www.youtube.com/c/SEEDUVotuporanga/videos. Os responsáveis pelos alunos ainda podem entrar em contato com a Secretaria da Educação, por meio do (17) 3405-9750.

Ações da Educação de Votuporanga diante da pandemia da Covid-19

Desde o início da pandemia, a Secretaria Municipal da Educação de Votuporanga realiza medidas de prevenção, cautela e redução da transmissibilidade para enfrentamento da emergência em Saúde Pública.

Aulas foram suspensas gradativamente desde o dia 16 de março até o dia 3 de abril, sendo que neste período, atividades foram disponibilizadas aos alunos para serem feitas em casa e por meio de plataforma no site da Prefeitura de Votuporanga, bem como grupos de mensagens e ponto de entrega na Secretaria para as famílias que não possuem acesso à internet.

De 6 a 20 de abril foi determinada a antecipação das férias de julho. No dia 22 de abril foi realizado o retorno das atividades administrativas da Pasta ainda com as aulas da Rede Municipal de Ensino suspensas para os alunos.

No dia 27 de abril, professores da Rede Municipal de Ensino retornaram ao trabalho para planejar ações que tiveram início a partir do dia 4 de maio.

Kit de Alimentação Escolar

No dia 27 de abril, a Pasta deu início também à entrega de Kit de Alimentação Escolar a alunos da Rede Municipal de Ensino, que atenderam à critérios em âmbitos estadual e federal, em situação de risco e vulnerabilidade social. O Kit foi composto por arroz, feijão, fubá, farinha de trigo, óleo, açúcar, sal, extrato de tomate, macarrão, leite em pó, sardinha e biscoito.

Em um primeiro momento, a Pasta entregou 1.647 kits aos alunos cadastrados no Bolsa Família. Após processo de avaliação realizado por assistente social de outros alunos que demonstraram viver em situação de vulnerabilidade social e risco, uma nova remessa de kits precisou ser adquirida com previsão de distribuição para os próximos dias.

Programa Educação em Casa

No dia 29 de abril foi lançado o programa “Educação Escolar: Educação em Casa”, que além da produção de atividades e videoaulas, também entregou kits de uniformes escolares e atividades impressas para famílias residentes da Zona Rural ou de bairros com barreiras, que são aquelas áreas que possuem obstáculos, como rodovias e pontes, por exemplo. Com os devidos cuidados de higiene, profissionais vão até às famílias com o objetivo de manter o ensino-aprendizagem contínuo, com atividades impressas, e orientações para o acesso às atividades online, de acordo com a disponibilidade de cada família.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password