Vereadores reclamam de transporte para Barretos

Uma das principais queixas foi com relação a falta de banheiro nos veículos; serviço atende cerca de 100 pacientes da cidade

O transporte público de saúde de Votuporanga que leva pacientes para o Hospital de Câncer de Barretos gera insatisfação dos munícipes. O atendimento é criticado desde o ano passado e os vereadores Eliezer Casali (presidente da Câmara Municipal), Douglas Lisboa e Pedro Beneduzzi pedem providências sobre a má prestação de serviço. O jornal A Cidade reuniu os legisladores para apresentarem a situação em que os moradores se deparam quando utilizam o ônibus.

Eliezer afirmou que o contrato com a empresa prevê um ônibus com acomodação para 46 lugares, com banheiro e ar condicionado. Segundo o vereador, a empresa que ganhou a licitação manteve o veículo por três meses, mas depois trocou por um microônibus.  
No microônibus, não há banheiro. Principal queixa dos usuários deste transporte. “Os pacientes fazem quimioterapia e o tratamento mexe com o organismo do paciente, principalmente no fisiológico. Sem o sanitário, a pessoa tem que esperar até Mirassol, quando o motorista faz uma parada”, frisou Douglas.
Douglas e Pedro foram até Barretos no mês de janeiro deste ano. Depois do percurso, eles enviaram indicação à Secretaria Municipal de Saúde, para que a pasta faça a notificação da empresa terceirizada para a realização do transporte e realize as melhorias exigidas no contrato. “Essas pessoas que fazem tratamentos contra o câncer precisam de um meio de transporte com o maior conforto possível”, afirmou Douglas.
Lisboa enfatizou que o espaço das poltronas é pequeno, o que piora a acomodação dos pacientes.

Outras reclamações
As críticas não são de hoje. Segundo Eliezer, as três empresas que prestaram este tipo de atendimento também receberam críticas. Em 2012, o então presidente da Câmara de Vereadores de Votuporanga – Meidão Kanso, encaminhou uma cobrança à Prefeitura pedindo urgências em relação ao transporte de pacientes que se dirigem até o Hospital de Câncer de Barretos, toda semana.
Conforme a indicação apresentada naquela época, Meidão pedia à Prefeitura que garantisse melhor comodidade e, sobretudo, dignidade aos pacientes transportados diariamente até o hospital de Barretos.
Segundo o presidente da Câmara, familiares dos pacientes que são transportados toda semana ao Hospital de Câncer estão reclamando das condições dos ônibus e outras dificuldades enfrentadas por eles. Andressa Aoki/ A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password