Vereadores discutem e aprovam seis projetos em sessão ordinária

A Câmara Municipal de Votuporanga realizou nesta quarta-feira, de cinzas, a terceira sessão ordinária do atual ano legislativo. Na ocasião, os vereadores discutiram e aprovaram seis projetos de lei que estavam inclusos na pauta da Ordem do Dia.

Entre os projetos aprovados está a concessão de subvenção social à diversas entidades assistenciais de Votuporanga. Também foi aprovado projeto que concede recursos à Santa Casa de Votuporanga.

Na primeira parte dos trabalhos legislativos, os vereadores fizeram o uso da palavra na tribuna da Câmara.

Discursos

O primeiro vereador a usar a tribuna da Casa de Leis, foi Osmair Ferrari, que criticou duramente a atuação do árbitro do jogo entre Votuporanguense e São Bento de Sorocaba.

Ele apresentou voto de repúdio contra o trio de arbitragem da Federação Paulista de Futebol. “Estou revoltado com a atuação deste árbitro, uma vergonha, roubou a Votuporanguense”, enfatizou Osmair.

O vereador Meidão Kanso –  vice-presidente da Câmara Municipal voltou a criticar o setor da saúde do município mostrando imagens do Posto de Saúde do bairro Vila Paes, instalado na rua Sergipe.

Segundo ele, o atendimento na unidade de saúde é bom, mas o maior problema é a situação que se encontra a estrutura do prédio. “O local é precário, sem condições de funcionar um posto de saúde, o atendimento prestado pela equipe é muito bom, mas o prédio sem situações de funcionalidade”, argumentou Meidão.

Em aparte, o presidente da Casa de Leis – vereador Eliezer Casali, disse que entrou em contato com a Secretaria de Saúde, e obteve a informação de que a partir do próximo mês, terá início a reforma de um prédio da Unifev onde irá funcionar o Posto de Saúde da Vila Paes.

Já o vereador Osvaldo Carvalho, em seu discurso proferido na tribuna da Câmara, mostrou imagens de sua visita feita ao povoado da Vila Carvalho, que segundo ele, possui diversos problemas de infraestrutura, saneamento básico. “Todas as ruas estão precárias, sem condições de trafegar, fizemos diversos pedidos para que dessem uma solução para sanear o problema”, disse.

Outro ponto abordado por Osvaldo diz respeito à situação de lixeiras instaladas em praças públicas e outros logradouros públicos. Ele pediu a colocação de lixeiras na cidade. “É uma vergonha o que está acontecendo, preocupante”.

O vereador Emerson Pereira relatou sobre a realização do Carnaval de Votuporanga e ainda a respeito da situação do Cemitério Municipal. Segundo ele, existem duas quadras no cemitério que não estão asfaltadas, disse que a Prefeitura já está resolvendo o problema. E ainda o problema enfrentado por uma família que necessitava de exumar o corpo de um entequerido.

Outra reivindicação apontada pelo vereador é a respeito da colônia de moradores da FEPASA. Ele apontou a necessidade da Prefeitura construir uma praça recreativa em uma área ao lado da linha férrea da FEPASA.

Emerson reclamou ainda sobre pavimentação asfáltica em alguns pontos da cidade. Disse que a qualidade do asfalto em pontos da cidade é lastimável. “É um absurdo a situação do asfalto em várias ruas e avenidas da cidade. O setor competente da Prefeitura tem que tomar providências urgentes”, criticou.

O vereador Jurandir Benedito da Silva – o Jura iniciou o seu discurso criticando novamente o descarte de lixo e entulhos em uma área pública às margens da avenida Jerônimo Figueira da Costa. Ele relatou que protocolou uma representação no Ministério Público, que acatou sua denúncia.

Segundo ele, deve haver o bloqueio daquela área e a partir da próxima semana, uma máquina trituradora de galhos volta a funcionar no bairro Pozzobon, e o problema será sanado.

Falou sobre a realização do Carnaval, disse que houve reclamação de muitas pessoas sobre o sossego público. “Tem que ser realizado em uma área apropriada, com esse novo Centro de Eventos, todos os eventos de grande aglomeração serão transferidos para este local. Sei que o carnaval traz grandes benefícios, muita gente ganha dinheiro neste período, mas também não podemos nos calar em questão das reclamações da comunidade”.

Jura falou sobre a vinda do prefeito Junior Marão na tarde desta quarta-feira, na Câmara Municipal, para justificar a respeito de projetos de lei que tramitam no Legislativo e que visam a criação de secretarias na administração pública municipal.

O vereador Matheus Rodero elogiou a realização do carnaval de rua e também do Bloco Oba!, disse ser favorável a Prefeitura colocar um trio elétrico para a comunidade votuporanguense. “Tem sim a necessidade de colocar trio elétrico com bandas à altura do Bloco Oba!, e oferecer à população”, ressaltou. Parabenizou às três escolas de samba que desfilaram no Carnaval de rua. “Votuporanga é referência no Carnaval em todo o País, o Oba!, é um evento privado, com certeza sou a favor em um local apropriado, com infraestrura para abrigar um evento desse porte. Temos que ressaltar a importância deste evento, mas é muito importante ter um local apropriado”, disse Rodero.

O vereador Pedro Beneduzzi apontou a necessidade da Prefeitura instalar um aparelho de ar condicionado no Velório Municipal. Ele sugeriu a criação de um museu contando a história do Estádio Municipal “Plínio Marin”. “É importante mostrar a história deste memorial para as futuras gerações”.

O presidente da Câmara abordou a respeito da realização da Expo-Fisav deste ano, anunciada semana passada pelo prefeito Junior Marão. O local uma área de sete alqueires às margens da rodovia Péricles Bellini e da vicinal que dá acesso a Parisi. “De forma emergencial, será levado para este local água, energia, será construído dois trevos, tanto na rodovia, quanto na vicinal. Será um centro de eventos para abrigar eventos que possuem grande concentração de pessoas”, justificou Eliezer.

A Prefeitura começa a executar a terraplenagem na área no mês de março e, em agosto, sediará a Expo-Fisav.

Falou sobre a instalação do sinal digital na Rede Vida de Televisão. “Teremos uma reunião nos próximos dias com a direção da emissora no sentido de buscar uma solução para essa questão e melhorar a qualidade de imagem da Rede Vida”, destacou.

O vereador Douglas Lisboa disse que terá uma reunião nesta quinta-feira, com o comando da Polícia Militar para ter conhecimento das ocorrências policiais registradas nos dias de carnaval.

Lisboa abordou a respeito da quantidade de lombadas em Votuporanga. Segundo ele, há um exagero no número de redutores de velocidade, e apontou a preocupação do atendimento prestado pelo SAMU e Corpo de Bombeiros em relação a lombadas. “Não adianta colocar lombadas em todos os cantos da cidade, falta consciência. A responsabilidade é de todos, sabemos da dificuldade das equipes de resgate por causa do excesso de número de lombadas. Podemos reduzir o número de acidentes, o que falta é conscientização”, destacou.

O vereador Silvio Carvalho, como líder de governo disse que é a função dos vereadores criticarem problemas enfrentados nos setores da administração municipal. “Não adianta criticar, falar mal e na frente do secretário responsável ou do prefeito não abordar o assunto”.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password