Vereadores criticam passagem do governador pela cidade

A última sessão ordinária da Câmara Municipal de Votuporanga foi marcada pela repercussão da passagem do governador Geraldo Alckmin pela cidade. Quase todos os vereadores que fizeram uso da tribuna questionaram e reclamaram da forma escolhida para a recepção da autoridade, além da falta de diálogo entre os mesmos.

Como é de costume, o primeiro vereador a fazer uso da palavra foi Mehde Meidão Slaiman Kanso. Ele teceu reclamações sobre o fato de que nenhum pedido que trouxesse benefícios para Votuporanga foi feito, além disso, diferente do que aconteceu nas cidades da região, ele também não trouxe obra nenhuma para a cidade.

Segundo Meidão, o prefeito justificou dizendo que solicitou ao governador uma audiência em São Paulo. “Nada melhor que pegar esse sujeito, levar na 27 (Adriano Pedro Assi), nas alças de acesso e exigir dele. Não é trazer para uma pizzaria e pagar o jantar. Qual o vereador foi convidado? Só o PSDB! Então na hora de votar projeto são todos que votam. Aqui não tem negócio!”, disse.

Ele afirma que gostaria de ter conversado com o governador, principalmente para falar sobre um pleito seu, que é a questão do bom prato. “É brincadeira. Ele vem à Votuporanga e só os vereadores do partido do prefeito são convidados. Vocês têm mais ‘cacife’ que nós”.

O vereador Osvaldo Carvalho também não ficou nada satisfeito com a visita do governado à cidade. Em sua fala, ele disse que no sábado, mesmo dia da visita, acompanhado do vereador Walter dos Santos, foi visitar a estrada 27. “O local está pior do que estava. É um absurdo a situação que está a nossa vicinal”, lamentou ele.

Osvaldo disse que, se tivesse a oportunidade, teria solicitado a Geraldo Alckmin medidas de melhora para o IML e o instituto de criminalística da cidade. “Se não tomar providência, as autoridades não abrirem a contratação, correremos o risco de chegar ao caos de encaminhar corpos a São José do Rio Preto ou Fernandópolis. Temos uma grande demanda e não tem funcionário, muitos se aposentaram e não foram substituídos”.

Silvio Carvalho defendeu a posição tomada pelo prefeito Junior Marão, tanto sobre não convidar todos os vereadores, quanto sobre não ter feito solicitações para a cidade. Segundo ele, o governador chegou a questionar o prefeito sobre seus pedidos, mas o mesmo disse que estes seriam feitos em uma audiência. “A gente sabe que na questão desses pleitos estão as alças de acesso, o pontilhão, a estrada 27, avenidas que estão sendo construídas e precisam de verbas do governo, entre outros”. Maíra Petruz/Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password