Vereadores cobram recursos de Geraldo Alckmin

Governador esteve na cidade na última sexta-­feira para jantar e dormir, mas nenhum benefício foi anunciado para o município

Os vereadores Mehde Meidão e Osvaldo Carvalho tiveram seus discursos durante a sessão de ontem na Câmara Municipal voltados a reclamar da visita do governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, a Votuporanga na última sexta-­feira.

Como o governador apenas jantou e dormiu na cidade, não houve nenhuma destinação de recursos para o município.

Meidão foi o primeiro a comentar sobre o assunto em seu tempo de tribuna. “Tenho uma reclamação para fazer aqui, e tenho certeza que outros vereadores também terão. O governador esteve aqui no fim de semana para entregar obras e anunciar investimentos para a região e não há nada, nenhum investimento para Votuporanga”, disse.

O vereador ainda falou sobre a explicação que o prefeito Junior Marão deu de que ele estava agendando uma visita a São Paulo para falar com o governador sobre os pleitos de Votuporanga. “Mas ele estava aqui, que o levasse lá na Estrada do 27, nas alças de acesso que não tem na Péricles Belini. Não é trazer ele numa pizzaria. Qual vereador aqui foi convidado para comer pizza? Só o presidente e os demais vereadores do PSDB. Na hora de votar projetos nessa casa, são todos que votam, eu gostaria de ter conversado com o governador, para ver e cobrar algumas respostas. É brincadeira, só os vereadores do partido do prefeito foram convidados para a pizza”, completou.

Já Osvaldo Carvalho também não gostou da visita de Alckmin. “Também esperei, esperei e nada do governador destinar alguma verba para Votuporanga. Fiquei esperando os jornais da cidade no outro dia noticiar alguma coisa e nada. Uma vergonha para mim, a Péricles Belini nessa situação, sem as alças de acesso, e nada foi falado para a solução deste problema”, contou.

O vereador Silvio de Carvalho, líder de governo, defendeu a visita relâmpago do governador. “Ele poderia ter jantado em Rio Preto, Fernandópolis, ou ter voltado para São Paulo, para nossa surpresa ele resolveu ficar, fui convidado pelo deputado Floriano Pesaro que me ligou para ir. A decisão era do Juninho de fazer ou não algum pedido para o governador. Ele perguntou para o prefeito, e Juninho disse: não, você está em minha cidade pernoitando, jantando e meu horário com o senhor vai ser no palácio. O que tenho que pedir precisa ser para ontem, e dentro do seu horário de serviço”, contou.

Silvão ainda falou que dentre os pedidos de Marão estão a recuperação da Estrada do 27, as alças de acesso da Péricles Belini, o pontilhão do bairro Paineiras, entre outros. “Nós sabemos da competência do senhor governador. E se uma pessoa está ali jantando, não é hora para ficar pedindo. Sou do mesmo partido do governador e entendo que esta visita foi mais de pernoite e de janta, não de trabalho”, completou. Isabela Jardinetti/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password