Vereadores autorizam permuta entre Paróquia e Prefeitura

Os vereadores aprovaram ontem, durante a sessão ordinária, projeto de lei que autoriza a permuta de um terreno da Igreja Senhor Bom Jesus para que na área seja construído um Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) ou outro projeto social para o bairro Vila América. O jornal A Cidade divulgou, com exclusividade, este caso em outubro do ano passado.

Em troca, a Prefeitura cederia a mesma parte do terreno do Tiro de Guerra para a igreja. Com isso, o Tiro de Guerra seria construído ao lado do Ginásio de Esportes Hernani de Matos Nabuco, no cruzamento das ruas Canadá e Rio Grande, paralelo ao Ginásio de Esportes Hernani de Matos Nabuco, no Jardim Santo Antônio.

O padre Marcio Tadeu Reiberti Alves de Camargo, pároco da Senhor Bom Jesus, acompanhou a votação da Câmara Municipal.

O documento dá autorização para o Poder Executivo adquirir, mediante permuta, do bispado de São José do Rio Preto – Paróquia Senhor Bom Jesus.

O imóvel da Prefeitura é um lote com 3.164,31 metros quadrados, que está avaliado em R$ 763 mil. Já a área do bispado tem área de 1.296 metros quadrados benfeitorizada com edificação que servirá como órgão municipal. “Segundo informações do padre Márcio Tadeu Reibert Alves de Camargo, que oficia na Paróquia Senhor Bom Jesus, na área da municipalidade será desenvolvido importante projeto social, com recursos oriundos da Itália, os quais têm prazo curtíssimo para serem destinados em procedimento de formalização naquele país para o Brasil, exatamente para o projeto social”, ressaltou Marão.

Na época da matéria, a permuta de terrenos despertava opiniões controversas. Alguns não aceitam que a igreja católica ofereça a respectiva área devido ao valor sentimental, já que possui uma pedra que simboliza o início dos trabalhos; para outros, o crescimento da paróquia com o terreno do Tiro de Guerra expande a capacidade para atendimento aos fiéis.

Segundo o vereador Osmair Ferrari, foi realizada a limpeza no terreno, a seu pedido.

 

Demais projetos

Os vereadores aprovaram ainda abertura de créditos adicionais suplementar e especial, que somados chegam a R$2.742.500 milhões, de autoria do Poder Executivo, para diversas obras. A matéria que autoriza o Poder Executivo a repassar recursos financeiros às entidades assistenciais também foi aprovada, além do desconto de 5% no pagamento do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) e a isenção de 5.273 imóveis no imposto.

 

Pronunciamento

Discursaram ontem os vereadores Mehde Meidão; Osvaldo Carvalho; Osmair Ferrari; Emerson Pereira; o presidente da Câmara, Eliezer Casali; Douglas Lisboa; Jurandir Benedito da Silva e Silvio Carvalho.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password