Meidão quer transformar Unifev em universidade federal

Meidão pediu força-tarefa para que seja feita uma extensão de universidade federal, Jura do PT solicitou cautela

 

 

O vereador Mehde Meidão Slaiman Kanso busca transformar a Unifev em universidade federal. Para isso, ele pediu que o diretório municipal do PT (Partido dos Trabalhadores), em nome do seu presidente Quinckas (Joaquim Alves Martins) e do vereador Jurandir Benedito da Silva, para que uma força-tarefa seja feita.

 

Meidão afirmou que fez uma indicação em 2007 sobre o programa de extensão do governo para universidades federais. Os Estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco seriam contemplados.

 

O vereador disse que encaminhou o ofício para a Secretaria de Relações Institucionais da Presidência, para o senador Eduardo Suplicy, o deputado federal João Dado e o presidente do diretório do PT local que, na época, era o Jura.

Meidão afirmou que trouxe uma instituição federal para o município. “Podemos agrupar a nossa faculdade federal a uma extensão em Votuporanga. Sabemos que é pensamento da população e da direção este benefício. Gostaria que fosse feito um trabalho a nível regional para que Votuporanga recebesse universidade federal, encampando o Centro Universitário de Votuporanga”, frisou. Ele disse ainda que a proposta foi abraçada por todos da Unifev.

 

Remédios fabricados pelo curso de Farmácia

Meidão também propôs que o curso de Farmácia da Unifev possa fabricar remédios para as entidades da região. “Fizemos uma solicitação para o presidente da FEV (Fundação Educacional de Votuporanga), Nelson Thomé Seraphim Júnior, durante uma reunião na Câmara, para que a graduação fizesse parceria com as demais Prefeituras da região.

 

Os municípios entrariam com os recursos e a Unifev faria medicamentos para as entidades e hospitais. Nelson Seraphim viu com muita alegria essa indicação e se comprometeu a encampar a ideia”, contou. O vereador disse ainda que iniciaria trabalho em toda região para que este movimento cresça.

 

Ele criticou os impostos sobre os remédios.  Segundo Meidão, a tributação em cima dos medicamentos no Estado de São Paulo é de 18%, uma das mais caras do Brasil. “Se você for comprar um produto veterinário, você paga quase 0% de imposto. Enquanto, há taxas violentas nos remédios”, afirmou.

 

O vereador quer percorrer toda a região para pedir apoio das Câmaras e Prefeituras para que possamos convencer aos governos do Estado e federal a abaixar os impostos para dar uma condição melhor de vida àquelas pessoas que adquirem os remédios.

Andressa Aoki – andressa@acidadevotuporanga.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password