Vereador Marcelo Coienca pede informações sobre as empresas contratadas para o FLIV

Segundo o vereador, uma empresa vencedora da licitação não acabou sendo convocada para prestar seu serviço de som no evento. Caso seja constatada a irregularidade, o caso será encaminhado ao Ministério Público e Tribunal de Contas. 

O vereador Marcelo Coienca apresentou uma indicação ao Poder Executivo solicitando informações referentes às empresas que foram contratadas para a realização do FLIV – Festival Literário de Votuporanga, que chegou ao fim da sua 7ª edição no último domingo (29).

Seguem as informações solicitadas pelo vereador:

– Qual tipo de prestação de serviços as empresas Genius Produções e Eventos Votuporanga Ltda. e Vinícius Buzo Vilalva Eventos EPP prestaram na realização do Festival Literário de Votuporanga desde a primeira edição?

– Qual o valor pago para as respectivas empresas por ano?

– Enviar os termos dos contratos, notas de empenho das respectivas empresas;

– Segundo o Pregão Presencial Registro de Preço 180/2017 – Processo 225/2017, houve a detenção de ata à empresa Genius Produções e Eventos Votuporanga Ltda, no valor de R$ 287.088,00, e posteriormente foi realizado o Aditivo nº 01 no valor de R$3.278,00. Encaminhar cópias dos termos da justificativa do Aditivo supramencionado;

– Quais os benefícios que foram custeados pelas empresas parceiras do evento desde a primeira edição do FLIV?

De acordo com Marcelo Coienca, a indicação foi feita após receber uma denúncia de que uma empresa vencedora da licitação não acabou sendo convocada para prestar seu serviço de som no evento. “A partir do momento que uma empresa vence uma licitação, ela tem o direito de ser contratada pelo Poder Executivo, quando há necessidade”, afirmou.

Segundo ele, o caso será encaminhado ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas caso seja constatada alguma irregularidade.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password