Vereador Giba pede ao Poder Executivo para que incentive os servidores públicos a doarem sangue no Posto de Coleta

Além disso, Giba indicou um Projeto de Lei que dispõe a denominação da Travessa 1 – localizada na Vila Residencial José Rodrigues, para Travessa Alcides Soares.

O vereador Gilberto Oliveira, o Giba, fez uma indicação ao Poder Executivo para que os servidores públicos sejam incentivados a realizarem regularmente a doação de sangue no Posto de Coleta de Votuporanga.

Além disso, Giba pediu para que a Prefeitura promova a instalação de um ponto de ônibus com cobertura na rua das Paineiras, na confluência com a rua Rio de Janeiro, no bairro Chácara das Paineiras. E também para que o Poder Executivo promova serviços de tapa buraco na rua dos Ypês, entre as ruas Paraíba e Rio Grande, também no bairro Chácara das Paineiras.

Giba aproveitou a oportunidade para indicar o Projeto de Lei n° 126/2017 que dispõe sobre a denominação de Travessa Alcides Soares. O Projeto foi aprovado e, dessa forma, passa a denominar-se Travessa Alcides Soares, a atual Travessa 1, localizada na Vila Residencial José Rodrigues, registrada no Cartório de Registro de Imóveis e Anexos sob a Matrícula n° 14844, em Votuporanga.

Alcides Soares

O homenageado Alcides Soares é uma das personalidades que contribuíram para o progresso e desenvolvimento em Votuporanga. Durante vários anos, foi servidor público municipal e exerceu sua função com maestria e muita dignidade. Filho de Francisco Soares e Antônia Puterzaqui Soares. Alcides nasceu em 1941, em Votuporanga, casou-se com a senhora Iracildes Penasso. Pai e esposo exemplar, teve sete filhos, 14 netos e três bisnetos.

Como servidor municipal, desenvolveu um trabalho que possibilitou o crescimento do município. Além da Prefeitura, o homenageado também trabalhou durante anos, na empresa do engenheiro de Jesus Silva Melo, como pedreiro e na construção da pavimentação asfáltica da rodovia Euclides da Cunha – principal via de acesso e que trouxe tanto progresso para Votuporanga.

E foi exatamente nas obras de construção da rodovia que Alcides sofreu um acidente de trabalho e precisou se aposentar de suas funções. O querido e estimado homenageado faleceu no dia 11 de fevereiro de 2011, às 16h30, em sua residência, vítima de infarto agudo do miocárdio. Além da esposa, deixou os filhos Maria de Lurdes, Marco dos Reis, Gaspar Antônio, Iraci Aparecida, Elidia dos Anjos, José Francisco e Cristina Bazi.

Alcides deixou um vasto círculo de amigos e familiares que lamentaram a sua passagem.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password