Vereador denuncia que casas do Monte Verde estão fechadas há 11 meses

O vereador Douglas Lisboa fez uma grave denúncia na sessão de segunda-feira, na Câmara Municipal. Ele afirmou que alguns contemplados, por meio de um sorteio, com casas no bairro Monte Verde estão burlando a fiscalização.

 
O legislador comentou que entrou em contato com a diretora do Departamento de Habitação, Tatiana Megiani, que apontou a irregularidade. “Muitas pessoas contempladas com as casas tiveram audácia de colocar mesa de bar na sala, com cadeiras, chinelo, colchão para enganar e vidro de xampu para disfarçar. Há unidades vazias desde quando foram sorteadas. Muitos suplentes questionam que não é justo”, ressaltou.

 
O vereador Pedro Beneduzzi questionou onde está a fiscalização nestas residências. “Não pode deixar quem faz de conta morar nas casas”, complementou.

 
Douglas explicou que a Prefeitura de Votuporanga apenas fez o cadastro dos participantes, mas a responsável legal pelas residências é a CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). “Estamos orientando os suplentes para que denunciem na CDHU ou no Executivo, para fazer encaminhamento. Já foram detectadas 20 casas nesta situação. É bom deixar aviso de quem tem unidades no Monte Verde, que é bom ocupar as mesmas nos próximos dias, senão os suplentes serão beneficiados. Tem muita gente que precisa e está pagando aluguel caro”, enfatizou.

 

Outro lado
Questionada pela reportagem, a Prefeitura de Votuporanga informa que não possui a responsabilidade de fiscalizar os conjuntos habitacionais entregues à população como Monte Alto e Monte Verde. Os agentes fiscalizadores são a Caixa Econômica Federal e CDHU, respectivamente. Porém, mesmo assim, a Prefeitura, por meio do seu Departamento de Habitação, trabalha como órgão de apoio encaminhando ou até mesmo formulando denúncias aos agentes fiscalizadores.

 

Andressa Aoki – A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password