Verão requer atenção redobrada com a limpeza do corpo

No calor, buscamos mais a água – seja de piscina, do mar… Por isso, é preciso redobrar a atenção com a higiene íntima. O alerta dos profissionais de saúde é para evitar fungos e bactérias em função da umidade. Os cuidados se estendem a todos – homens, mulheres e crianças. Os estragos vão desde uma simples lesão até o câncer de pênis.

Sobre o assunto, a Federação Brasileira de Ginecologia (Febrasgo) criou o Guia sobre Higiene Íntima, elaborado pelo ginecologista Paulo César Giraldo, especialista em higiene íntima feminina, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e vice-presidente da Comissão de Doenças Infectocontagiosas.

O guia traz orientação não apenas às mulheres, mas aos médicos que muitas vezes têm dúvidas sobre como lidar com a questão. Especificamente sobre o sabonete íntimo, traz principais indicações, riscos e precauções que as pacientes devem ter. “Com a vasta gama de produtos disponíveis hoje, não são raras as dúvidas. A intenção é, justamente, propiciar esclarecimento e orientar a realização da higiene íntima com embasamento científico”, explica o médico.

Câncer de pênis

O urologista rio-pretense Miguel Zerati Filho, do Instituto de Urologia e Nefrologia, de Rio Preto, reforça a necessidade de se realizar a prevenção de doenças por meio da limpeza adequada da área íntima, e também com visitas ao urologista, assim que for notada qualquer lesão no pênis que não cure no prazo de no máximo 15 dias. Ou seja, a partir da primeira lesão suspeita, é necessário consultar um médico.

O médico alerta ainda que a principal prevenção é feita a partir da higiene do órgão genital com água e sabão (ou sabonete) na hora do banho ou após o ato sexual – um hábito que deve ser aprendido desde muito cedo e levado pela vida toda. “O uso de preservativos nas relações sexuais também é importante, uma vez que o papiloma vírus (HPV) está presente em cerca de metade dos homens que desenvolvem câncer de pênis”, explica Zerati.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de pênis representa 2% dos tumores que atingem os brasileiros, e está relacionado à má higiene íntima, fimose e infecções locais de repetição ou indevidamente tratadas.

Cecília Dionizio – Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password