Vento chega a 80 km/h e causa estragos

Pancadas de chuva acompanhadas de ventos de até 80 quilômetros por hora (km/h) atingiram Rio Preto na tarde desta sexta-feira, 19. A última chuva que caiu na cidade foi registrada no dia 3 de setembro, quando choveu apenas 17,2 milímetros, segundo o Núcleo de Sementes de Rio Preto.

Na sede do Diário, o vento derrubou uma pequena árvore e arrancou parte dos toldos da fachada da empresa. Os bairros Boa Vista, Vetorazzo e a zona norte da cidade estão sem energia. Já há registro de quedas de árvores no Jardim Caparroz, na avenida Monte Aprazível e no Alto Rio Preto, causadas pela chuva e vento forte.

Um circo que estava montado na avenida Mirassolândia, atrás do supermercado Trídico, ficou destruído. E houve engarrafamento na rodovia Washington Luís (SP-310), na altura da avenida Alberto Andaló. Em outro trecho da rodovia, um caminhão baú que seguia sentido Mirassol-Rio Preto caiu no canteiro central. Segundo a Polícia Rodoviária, o motorista teria perdido o controle por causa da chuva e o caminhão ficou preso no canteiro central. Ninguém se feriu e o caminhão será retirado do local no sábado, 20.

Uma torre caiu na UBS do Solo Sagrado, fazendo com que fosse interditada. Quem precisar de atendimento ou de remédios no fim de semana deve procurar a UBS Jaguaré.

Por conta da chuva e da falta de energia no bairro Boa Vista, o leite do Banco de Leite Humano de Rio Preto foi transferido para a Santa Casa. A Prefeitura informou que o Bosque Municipal ficará fechado no fim de semana.

A pista de caminhada do Lago 3 da Represa está interditada. Segundo a Prefeitura, parte das telhas da guarita da Guarda Municipal se soltaram com a ventania e ficaram espalhadas pela pista de caminhada.

Monte Aprazível e Cedral também foram atingidas pela chuva e pelo vento. Alguns bairros das cidades estão sem energia. Enquanto chove em Rio Preto e em Monte Aprazível, diversas cidades da região como Bálsamo, Nova Granada e Cosmorama enfrentam queimadas, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Chuva derruba cinco postes em Bebedouro

Tempestade da tarde de sexta-feira, 17, derrubou cinco postes das redes de energia elétrica e telefonia em Bebedouro. O presidente da Defesa Civil Municipal Márcio Martins, que esteve no locais, diz que apesar dos danos materiais, não ninguém ficou ferido com a queda dos postes.

Um dos postes danificados caiu na entrada da escola estadual Oswaldo Schiavon, no bairro Pedro Maia, região leste de Bebedouro. Segundo funcionários do estabelecimento de ensino, não houve interrupção do fornecimento de energia elétrica no bairro, mas a saída dos alunos, foi monitorada pelos inspetores, para impedir risco aos estudantes.

“Estamos acompanhando todos casos, mas felizmente, mesmo com a forte ventania, que antecedeu a chuva forte, não ocorreram destelhamento ou queda de muros de casas”, diz Márcio Martins, presidente da Comissão de Defesa Civil.

Após a chuva também foram registrados pontos de alagamento nas avenidas Raul Furquim e Pedro Paschoal e rua Barretos. Na região central da cidade, também ocorreram quedas de energia elétrica, mas o restabelecimento estava previsto até o inicio da noite desta sexta-feira, 19.

Larissa de Oliveira, Maria Stella Calças e Marco Santos – diarioweb.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password