Unidades de Saúde se mobilizam para o Dia Mundial do Diabetes

Nesta quinta-feira, cada unidade de saúde desenvolverá atividades diferenciadas como palestras, orientações, atividades físicas, café da manhã saudável

Nesta quinta-feira, dia 14 de novembro, é lembrado o Dia Mundial do Diabetes e a Secretaria Municipal de Saúde através de das Unidades Básicas de Saúde realizará diversas ações para lembrar a data.          Nesta quinta-feira, cada unidade de saúde desenvolverá atividades diferenciadas como: palestras, orientações, atividades físicas, café da manhã saudável, entre outras.

Hoje estão cadastradas no município 1973 pessoas que têm a doença e que fazem parte de grupos de apoio, com reuniões semanais, e periodicamente recebem acompanhamento médico e orientações sobre altura, peso, calculando o IMC e exames médicos (se necessário).

De acordo com a médica de família, Dra. Márcia Pedroso, o foco da saúde no diabetes é a Educação e Prevenção, pois o Diabetes exige alguns cuidados que são para o resto da vida. “Medir a glicemia, tomar medicamentos, exercitar-se regularmente e ter hábitos alimentares saudáveis são atividades fundamentais. O nosso papel enquanto educador em saúde é essencial. Juntamente com a equipe multidisciplinar”, declara a médica.

A campanha do dia Mundial do Diabetes irá promover a importância dos programas estruturados. O Diabetes é uma doença na qual o pâncreas não produz ou não usa a insulina adequadamente. A insulina é um hormônio necessário para a conversão de glicose em energia necessária para a vida diária.

A doença esta em expansão no mundo inteiro e as projeções são alarmantes. Hoje, temos 13, 5 milhões de brasileiros com a doença que foi desenvolvida intimamente relacionada ao estilo de vida. “Atualmente, 80% dizem portadores de diabetes tipo II estão com sobrepeso. Por causa do aumento da obesidade entre crianças e adolescentes, já que as dietas de hoje não são nada saudáveis (fast foods, gorduras), esta doença tem aumentado nestas faixas etárias”, informou Dra. Márcia.

A médica também destacou que a população de idosa esta aumentando no Brasil. Hoje temos 20 milhões de idosos com mais de 60 anos. Em 2020, por sua vez, haverá 1, 5 milhões de pessoas com mais de 80 anos, de acordo com o presidente do departamento de Diabetes do Idoso da SBD e um terço deles irá ter diabetes.

 

Tipos de Diabetes

Diabetes tipo I:

Insulinodependente, ocorre mais na infância e adolescência.

Sintomas: urinar diversas vezes, fome freqüente, sede constante, perda de peso, fraqueza, fadiga, nervosismo, náuseas.

Diabetes tipo II:

Pessoa depois dos 40 anos, obesos, historia familiar, e de diabete gestacional (pelo excesso de peso da mãe, apenas 4%).

Sintomas: infecções freqüentes; alterações visuais, dificuldades na cicatrização, formigamentos .

Fatores de riscos:

Obesidade (inclusive a infantil); hereditariedade; falta de atividade física; hipertensão; níveis elevados de colesterol e triglicérides; cortisonas;

PREVENÇÃO
Alimentação saudável adequada, exercício físico, fumo, exames laboratoriais,

COMPLICAÇÕES:
Retinopatia diabética, Nefropatia diabética, Neuropatia diabética, Pé diabético, Infarto do miocárdio e Acidente Vascular, Infecções: excesso de glicose pode causar danos ao sistema imunológico, porque os glóbulos brancos (responsáveis pelo combate vírus, bactérias etc.) ficam menos eficazes.sendo propício para fungos e bactérias, e se proliferam em áreas, como boca e gengiva, pulmões, pele, pés, genitais e locaisxde incisões.

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password