UFC descarta aposentadoria de Wanderlei e já planeja luta com Belfort

 Mesmo após a derrota para Rich Franklin diante da torcida brasileira no Mineirinho, Wanderlei Silva não perdeu a moral com o UFC. A organização avisou que ainda pretende armar o esperado duelo do “Cachorro Louco” com Vitor Belfort, e não descartou a possibilidade de que a luta aconteça na data prevista para outubro no Rio de Janeiro.

Belfort anunciou que estará de volta ao octógono no evento previsto para acontecer no Rio de Janeiro em outubro, e o UFC considera a possibilidade de realizar a luta dele contra Wanderlei nessa edição. “Não há contratos assinados, mas está nos nossos planos tentar fazer com que essa luta aconteça”, admitiu o presidente para o desenvolvimento internacional, Marshall Zelaznik, na coletiva de encerramento da edição mineira.

O dirigente foi além e exaltou o peso médio brasileiro, descartando qualquer possibilidade de aposentadoria compulsória do lutador de 35 anos. Segundo ele, o presidente Dana White ainda pretende contar com Wanderlei por muito tempo.

“Não sei como o Wanderlei está se sentindo, mas posso dizer como o Dana se sente em relação a ele. Dana já falou que, se dependesse dele, Wanderlei continuaria fazendo parte do UFC pelo resto de sua carreira. Então eu acho que ele vai voltar a lutar no UFC”, afirmou Marshall.

O duelo entre os treinadores do The Ultimate Fighter Brasil só não aconteceu em Belo Horizonte porque Vitor Belfort lesionou a mão esquerda durante os treinos. A desistência enfureceu os torcedores mineiros, que o provocaram com gritos de “arregão” durante o evento no Mineirinho, no qual o lutador esteve presente junto com a mulher Joana Prado.

Em seu lugar, Rich Franklin se negou a ser apenas um substituto coadjuvante e mostrou um preparo físico exemplar aos 37 anos. Em cinco rounds, dominou o centro do octógono e se defendeu bem dos ataques do “Machado Assassino”, levando a vitória por decisão unânime dos juízes.

Franklin foi mais consistente durante os cinco rounds, mas esteve perto da derrota no segundo assalto. Wanderlei o derrubou com um direto, e quase conseguiu o nocaute ao desferir uma dura sequência de golpes na cabeça enquanto o adversário esteve caído no chão. Mas o norte-americano foi salvo pelo gongo e voltou melhor para o restante da luta.

No final do último round, sabendo que precisava do nocaute para não perder por pontos, Wanderlei voltou a golpear com explosão, mas não deu mais tempo para nada. Mesmo com o resultado inesperado, o combate foi aplaudido pela torcida e eleito o melhor da noite.

Por isso, Franklin também evitou falar sobre um possível fim de carreira de Wanderlei Silva. “Não cabe a mim dizer se o Wanderlei deve se aposentar ou não, o fato é que ele fez uma grande luta essa definição deve partir dele e de sua equipe”, comentou o norte-americano.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password