TV TEM constata situação precária de brinquedos onde menino se feriu

Adolescente teve fratura no osso do rosto após se machucar em parque. Prefeitura de Rio Preto disse que presta toda a assistência à família.

Um dia depois de um menino de 13 anos ficar gravemente ferido após um brinquedo cair sobre ele, no parque Cidade das Crianças, em São José do Rio Preto (SP), uma equipe da TV TEM foi até o local e constatou mais brinquedos em situação precária para o uso. O acidente com o menino foi nesta quarta-feira (12), Dia das Crianças.

TV TEM esteve na Cidade das Crianças e constatou vários brinquedos quebrados. Em um deles, uma corrente está quebrada e enferrujada. Em um gira-gira, o local onde a criança senta está solto, assim como um parafuso. Além disso, não tem placa de alerta para os pais e o brinquedo está no local para ser usado.

Um balanço está com uma das bases amassada, a maioria dos brinquedos apresenta ferrugem. Uma escada que dá acesso a um escorregador tem algumas partes corroídas e uma tábua da ponte está solta, falta um parafuso.

A produção da TV TEM perguntou à prefeitura se a perícia já foi feita, se o brinquedo vai ser retirado, se o outro brinquedo igual ao do acidente, que está com ferrugem, vai ser interditado ou reforçado e se se outros brinquedos vão ser vistoriados. Mas a assessoria de imprensa da prefeitura respondeu apenas que a direção da Cidade das Crianças prestou todo o atendimento de urgência, encaminhou o garoto para o hospital pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e que a Secretaria de Esportes acompanha o caso, juntamente com a família, e vai investigar as circunstâncias que causaram o acidente.

A mãe do menino que se feriu, Márcia Roque Ramalho, acredita que os brinquedos do local estão sem manutenção. “Deveriam ter feito uma revisão nos brinquedos porque aconteceu com meu filho e o médico falou que eu poderia nem estar com ele. Isso poderia ter acontecido com outras crianças menores, então poderia ter sido muito mais grave”, diz Márcia,

O filho dela, Giovani de Paula Ramalho, aguarda para passar por cirurgia no rosto ainda nesta quinta-feira (13) e está internado no Hospital da Criança e Maternidade (HCM) de Rio Preto. Ele teve fratura no osso do rosto.

Nesta quinta-feira (13), a Cidade da Criança ficou fechada, mas não foi por causa do acidente e, sim, para que fosse feita a limpeza do local. A prefeitura diz que há uma placa grande na entrada do parque que diz que os brinquedos são destinados para crianças com até 10 anos, mas perto do brinquedo onde ocorreu o acidente não havia placa com limite de idade.

A dona de casa conta que o filho foi mostrar para a avó como o brinquedo, chamado Constelação, funcionava e assim que ficou pendurado foi para o chão. “Quebrou bem embaixo, na bsae dele, todo mundo ficou nervoso e desesperado. Ele machucou o rosto e gritava de dor”, diz. A estrutura é de ferro e pesa cerca de 100 quilos e tem aproximadamente três metros de altura.

Investigação
O caso será investigado pelo 2º Distrito Policial (DP). O titular Ayrton Douglas Honório afirma que vai instaurar inquérito para apurar o que causou a ruptura da base do brinquedo, assim como ouvir a família do menino.

O delegado disse que aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML), para saber qual a gravidade dos ferimentos no menino, e laudo do Instituto de Criminalística (IC) sobre o estado do brinquedo. Além disso, ele deve pedir para o IC fazer perícia em todos os brinquedos do parque, para evitar outros acidentes no local.

Entenda o caso
A vítima é de Novo Horizonte (SP) e veio a Rio Preto com a família em uma excursão para visitar o parque, que é gratuito e administrado pela prefeitura. O brinquedo quebrou na base. Toda a estrutura cedeu e caiu em cima do menino. O brinquedo foi interditado depois do acidente. A administração do parque colocou uma fita para impedir o uso. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password