Tribunal afasta Cido Sério da Prefeitura; Hernandes assume

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) afastou na terça-feira (12) o prefeito Cido Sério (PT) do cargo. O anúncio foi feito pelo próprio chefe do Executivo em coletiva à imprensa na Prefeitura.

O TJ determinou o afastamento de imediato por causa do descumprimento de decisão que o obrigou a demitir cargos comissionados em 2010. De acordo com o TJ, o petista descumpriu decisão do próprio tribunal que considerou inconstitucional a lei municipal 87/2001, responsável pela criação de cargos de livre nomeação na gestão do ex-prefeito Jorge Maluly Netto, já falecido.

Isso porque, em reforma administrativa colocada em prática em 2010, Cido Sério autorizou a criação de 277 cargos comissionados. Adversário político do prefeito, o ex-vereador Marcelo Andorfato (PEN) denunciou o descumprimento da decisão judicial ao Ministério Público.

VICE
Com a determinação do tribunal, a partir desta quarta-feira (13) quem assume o comando do Paço Municipal é o vice-prefeito Carlos Hernandes (PMDB). No entanto, a Câmara precisa ser, formalmente, comunicada da decisão para que seu presidente, Cido Saraiva (PMDB), dê posse a Hernandes. Na coletiva de Cido Sério com os jornalistas, o vice esteve o tempo todo ao seu lado, mas preferiu não se pronunciar.

EMOCIONADO
Bastante emocionado e com os olhos lacrimejados, Cido Sério disse que irá cumprir a decisão “chorando, com o coração em pedaços”. Declarou ele: “Todas as decisões judiciais foram cumpridas, tanto é que nós exoneramos os cargos. A pessoa voltou à Prefeitura, mas, no nosso entendimento, não havia nenhum impedimento sobre essa pessoa e sim, sobre o cargo”.

Sobre a Prefeitura, Cido afirmou que não tomará mais nenhum ato, enquanto estiver afastado, e que se sente injustiçado. “Vamos recorrer e minha vontade é voltar logo”, finalizou.

Diário da Região

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password