Trevo em Fernandópolis tem alças interditadas e dificulta vida de motoristas

Da Redação

O DER e os Consórcios Paulista interromperam o acesso de veículos em duas alças no trevo de Água Vermelha que liga a rodovia Euclides da Cunha a Percy Waldir Semeghini e vise e versa.
O motivo foi o rompimento da alça de saída da Percy para a Euclides da Cunha no sentido Bairro Uirapuru ao município de Estrela d´Oeste, devido as fortes chuvas ocorridas no dia 25 de outubro deste ano.
A segunda interdição aconteceu na semana passada pelo mesmo motivo. A alça de retorno da Euclides da Cunha não foi totalmente danificada, mas o desmoronamento do aterro fez com que o local tivesse o trânsito interrompido para evitar maiores transtornos.
No mesmo local dois canos de esgoto da Sabesp também se romperam e os detritos correm céu aberto passando pelo bairro Jardim Ipanema e ligando ao córrego Santa Rita, que desagua no Rio Grande.
A empresa responsável pelas obras de duplicação no trecho informou que as obras de recuperação do trevo foram feitas conforme normas e descritivo do projeto original enviado pelo DER. Segundo uma funcionária do Consórcio Paulista, o departamento do estado terá que reavaliar o projeto e mudar as espessuras dos tubos de concreto para evitar novos desastres. Não há informações de quando as obras de restauração acontecerão.
Para o motorista que transita no sentido Estrela d´Oeste e pretende entrar na avenida Brasil em Fernandópolis terá que retornar no próximo trevo no bairro Ipanema ou acessar a alça no trevo de Água Vermelha em direção ao bairro Uirapuru e retornar na rotatória da Percy Semeghini.
No retorno do bairro Ipanema não existe acesso via asfalto. O motorista terá que entrar na marginal de terra e ai sim retornar pelo novo pontilhão via Redentor e posteriormente voltar a Euclides da Cunha.

0 Comentários

Deixe um Comentário

dez − 6 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password