Três motociclistas morrem na cidade em 12 dias

Três mortes em apenas 12 dias. Esse é o triste número de vítimas fatais em acidentes de trânsito envolvendo motocicletas do dia 25 de maio até agora em Votuporanga. A última morte que engrossou essa lamentável estatística foi registrada às 23h10 da última quarta-feira, no Hospital de Base de São José do Rio Preto. Bruno Oliveira da Silva lutava pela vida desde o dia 12 de maio, Dia das Mães, após sofrer queda da motocicleta que conduzia em uma rua do bairro Colinas.
Bruno  era solteiro e residia na rua Orgalina Rita Aranha, nº 2991, no bairro Colinas.  O corpo dele foi velado por familiares e amigos no Velório do Cemitério Parque Jardim das Flores e foi sepultado às 17h30 de ontem no Cemitério Parque Jardim das Flores de Votuporanga. O acidente que vitimou o jovem aconteceu por volta das 20h , na rua Chukichi Kakuda, no bairro Colinas.
Bruno conduzia uma motocicleta Honda FAN, quando perdeu o controle da direção da moto, caiu ao solo, batendo fortemente a cabeça no asfalto. Testemunhas viram o acidente e, imediatamente acionaram o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), sendo necessário inclusive o transporte pela USA (Unidade de Suporte Avançado) ao pronto socorro da Santa Casa de Votuporanga.
Outras mortes
Além da morte de Bruno, outras duas pessoas perderam a vida de maneira brutal em Votuporanga nos últimos dias. Em comum: estavam em motocicletas que se envolveram em acidentes. No dia 25 de maio, Claudemir de Paula Souza, de 27 anos, morreu esmagado por um caminhão canavieiro na avenida que margeia a rodovia Euclides da Cunha (Sp-320), no Sétimo Distrito Industrial.
Claudemir havia acabado de sair da empresa onde trabalhava, a Art Brasil, conduzindo sua motocicleta Honda CB300, quando acabou colidindo contra o bi-trem e, em decorrência disso, ele e a moto foram esmagados pelas rodas do caminhão. Já na madrugada da última quarta-feira (5), a vítima foi a jovem Poliane dos Santos Carvalho Novais, de 19 anos.
Ela foi vítima fatal de um trágico acidente de trânsito na rodovia Péricles Belini, a SP-461. A  jovem estava como passageira em uma motocicleta que foi atingida por um ônibus que levava funcionários de um frigorífico. O condutor da moto,  Adalberto Pires Alves Rodrigues, de 30 anos, foi arrastado com o veículo por cerca de 200 metros, sofreu múltiplas fraturas e foi socorrido em estado gravíssimo ao Pronto Socorro da Santa Casa.

Adalberto
Segundo o último boletim informativo divulgado à imprensa na tarde de ontem pela assessoria de comunicação do hospital, Adalberto, ou “Dal”, como é chamado pelos amigos, permanece internado, em estado grave e respirando com ajuda de aparelhos, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital. O paciente deu entrada na Emergência, no dia 5, às 3h06, e passou por procedimentos cirúrgicos nos membros inferiores (joelho, fêmur e acetábulo).  Jociano Garofolo/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password