Tratorista mata mulher a facadas e ateia fogo em viatura da PM

Mais uma tragédia marca Votuporanga e região. Os crimes contra a vida têm aumentado significativamente nos últimos meses na cidade e mais um caso aumenta os numeros desta estatística.

Neste feriado nacional, um crime chocou o pacato povoado rural da Tabuleta – na vizinha cidade de Parisi.

Um homem matou sua própria esposa dentro de sua residência na frente dos filhos do casal e enfurecido ainda ateou fogo em uma viatura da Polícia Militar e por fim, resistindo à prisão, acabou sendo ferido por tiros de borracha efetuados por policiais.

Tudo issou aconteceu por volta das 19 horas, desta sexta-feira, no Sítio Santos Reis, na Tabuleta, em Parisi e, conforme informações colhidas pela reportagem no local do crime, o homem se encontra, neste momento, sendo atendido na Santa Casa de Votuporanga, e posteriormente será autuado em flagrante, sendo recolhido à Cadeia Pública de Votuporanga.

O trabalhador rural Anderson Ricardo Neves, 30 anos, inconformado com a separação de sua esposa, Gislaine Aparecida Ferreira, 27 anos, tentou reatar o relacionamento, sem sucesso, resolveu tirar a vida da própria mulher.

Segundo consta, a família participou de um almoço na propriedade rural com a presença de Anderson e sua esposa. Por volta das 19 horas, o acusado chamou a vítima para conversar em sua residência, e em razão de sua negativa em reatar o casamento, desferiu vários golpes de faca contra Gislaine.

O médico-legista deverá apontar a quantidade de facadas o acusado desferiu, mas sabe-se que foram mais de cinco golpes. Ao ouvir os gritos de socorro, um parente chegou ao local e conseguiu arrancar a faca das mãos do acusado.

Familiares chamaram o socorro e, em seguida, a Polícia Militar chegou ao local, mas enfurecido, o acusado tentou atacar o policial com um podão (usado no corte de cana-de-açúcar) que pediu reforço às demais viaturas policiais. Neste instante, Anderson ateou fogo contra a viatura policial usada no policiamento de Parisi.

A Força Tática foi até o local para prender o acusado que, mesmo assim, resistiu à prisão, indo para cima dos policiais com o podão. Foi necessário o uso de tiros de borracha para imobilizá-lo e tirar o facão de suas mãos.

Ferido levemente, o acusado foi socorrido pela própria viatura ao pronto socorro da Santa Casa, onde está sendo medicado e, em seguida deverá ser recolhido à Cadeia Públia.

A Polícia Científica está no local para fazer a perícia do crime.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password