TRAGÉDIA: pai e filha de 13 anos são executados a tiros

A garota Milena Alves de Jesus, de 13 anos, filha de Cléber Henrique de Jesus, 30 anos, executado a tiros na noite desta terça-feira, também não resistiu aos ferimentos causados pelo disparo de arma de fogo e morreu no centro cirúrgico da Santa Casa de Votuporanga.

Pai e filha foram baleados dentro de um bar localizado na esquina das ruas Dirceu Esteves Garcia com a Miguel Andreo.

 

Dois homens estavam em uma motocicleta e um deles entrou no bar atirando contra as vítimas. Um tiro certeiro atingiu a nuca de Cléber, que teve morte instantânea.

Já a sua filha – que completou 13 anos no dia 15 de agosto passado, levou um tiro no abdômen, foi socorrida por populares ao pronto socorro da Santa Casa, mas não resistiu e faleceu durante o procedimento cirúrgico.

 

O crime

Execução e desespero, com uma parede cravada por tiros. Foi este o cenário dentro de um bar no bairro Palmeiras I, em Votuporanga, na noite desta terça-feira (19).

 

Cléber Henrique de Jesus, 30 anos de idade, foi morto com um tiro de revólver calibre 38 na nuca. A bala atravessou o crânio até a boca e a morte foi instantânea.

 

A filha dele Milena, de 13 anos de idade, que estava com o pai dentro do bar, foi atingida e faleceu durante a cirurgia.

 

A Polícia Militar e a Civil ainda não têm pistas dos criminosos, que chegaram no local em uma moto. A suspeita é de que o crime tenha ocorrido por algum tipo de acerto de contas. O crime aconteceu por volta das 20h15, no interior do conhecido “Bar da Ana”, localizado na esquina das ruas Miguel Andreu com a Dirceu Esteves Garcia.

 

 

Após o crime, o local foi isolado pela PM para o trabalho da perícia. Os trabalhos foram acompanhados pela delegada Edna Rita de Oliveira Freitas. O crime chamou a atenção de dezenas de moradores da região.

 

Familiares das vítimas estavam inconformados com o crime. O corpo de Cléber foi retirado do local após o trabalho da Polícia Científica pela equipe de uma empresa funerária, e levado ao Instituto Médico legal de Votuporanga.

 

Este foi, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, o oitavo homicídio doloso no ano, no município. (Jociano Garofolo e Emerson Bortolaia, Votunews)

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password