Todos Contra a Dengue: mutirão recolhe uma tonelada de inservíveis

Mais de 200 pessoas estão envolvidas nesta ação que deverá ocorrer até o final de março; distrito de Simonsen também contou com o apoio de funcionários da Secretaria da Cidade

Uma tonelada de inservíveis que serviam como criadouros do mosquito Aedes Aegypti foram recolhidos durante o início do mutirão de limpeza “Todos Contra a Dengue” realizado no último fim de semana em Votuporanga.

O mutirão promovido pela Secretaria Municipal de Saúde acontece concomitante em todos os bairros do município, (incluindo o distrito de Simonsen), e será realizado ainda nos dias 27 e 28 de fevereiro e 19 e 20 de março.

Estão sendo recolhidos somente pequenos recipientes que possam acumular água, servindo como criadouro do Aedes Aegypti – a única forma de combate à dengue, zika vírus e febre do chikungunya. Os criadouros de tamanho maior terão de ser encaminhados pelo próprio morador ao Ecotudo.

Mais de 200 pessoas estão empenhadas nesta ação que vem mobilizando grande parte da administração municipal, dentre elas, agentes de endemias e de agentes de saúde da Secretaria de Saúde, funcionários das Secretarias de Assistência Social, Trânsito, Cidade, Educação, Obras e Superintendênciade Água, Esgoto e Meio Ambiente (Saev Ambiental) além de voluntários.

 

Simonsen

No Distrito de Simonsen, 50 servidores da Secretaria da Cidade – incluindo Defesa Civil – participaram do mutirão “Todos Contra a Dengue”, realizado pela administração municipal no sábado (20/2).

Com a presença do titular da pasta, Marcelino Poli, os funcionários percorreram casa por casa e os logradouros da Prefeitura. “Os trabalhos foram concentrados das 8 às 13h e a população aderiu à iniciativa, de modo com que os moradores abriram suas residências e separaram os entulhos”, disse Poli.

Na ação, um caminhão de entulhos foi retirado do Distrito de Simonsen e encaminhados para o Ecotudo Sul, no bairro Matarazzo, onde os materiais terão um descarte ecologicamente correto.

 

Alerta Dengue

A Secretaria Municipal de Saúde informa que a partir desta data está oficializada a confirmação do diagnóstico de dengue por critério cllínico-epidemiológico. A medida se deve ao fato de o município ter atingido um coeficiente de incidência da doença maior que 300 casos/ 100 mil habitantes, no período de sazonalidade da dengue (julho de 2015 à fevereiro de 2016), caracterizando uma epidemia da doença no município. Isto significa que a notificação compulsória da doença pode ser encerrada sem que haja a necessidade do exame de sorologia confirmatório. Os serviços médicos de saúde do município ficam, assim, autorizados a concluir um diagnóstico de dengue clinicamente, sem a obrigatoriedade do exame confirmatório. Cabe ressaltarmos ainda que o profissional médico que assiste ao paciente pode julgar necessária a solicitação desta sorologia para a elucidação diagnóstica, mesmo sem valor epidemiológico.

Neste ano de 2016 até o momento, o município, registra 174 casos da doença.

Em 2013 foram 1.398 casos, em 2014 – 1.074, 2.946 em 2014 e 1.325 casos no ano passado.

A Secretaria de Saúde pede a colaboração da população para o controle da doença no município, incluindo, recolher os criadouros existentes nos quintais, retirando a água acumulada após as chuvas, a fim de se evitar o surgimento de larvas e mosquitos do Aedes Aegypti.

Na suspeita da doença, é imprescindível que a pessoa procure o serviço médico imediato. Dessa forma, a Vigilância Ambiental terá condições de desenvolver ações para o controle do mosquito transmissor da dengue.

O município continua realizando a sorologia para dengue, não havendo a necessidade de confirmação do diagnóstico somente por critério clínico-epidemiológico.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password