TERRA DE MONTES E VALES – Pastor Veroneze

“Mas a terra que passais a possuir é terra de montes e vales…terra de que cuida o Senhor, vosso Deus; os olhos do Senhor, vosso Deus, estão sobre ela continuamente, desde o principio até ao fim do ano” ( Deuteronômio 11:11-12)

O relato acima foi dirigido ao povo de Deus que deixou o Egito (mundo ) para possuir a terra prometida em herança. Moisés cuida em instruir o povo sobre a nova terra e informa que haverá dois extremos:

1-) Montes que tipifica glória, presença de Deus, lugar de honra, elogios,conquistas, vitórias, realizações, consagração entre outras bênçãos.

2-)Vales que tipificam lutas,provações, desertos, fomes, necessidades, e uma série de outras situações desfavoráveis.

Informações importantes também foram registradas:

1-) É o Senhor que cuida desta terra.

2-) Os olhos do Senhor estarão sobre esta Terra  continuamente do inicio ao fim de cada ano.

Se estou passando por um período de monte o Senhor está me vendo e cuidando de mim, se estou passando por um período de vale também me vê e cuida de mim.

O vale não pertence ao diabo, o diabo não tem domínio no vale, o vale está na terra que temos que possuir por herança, sendo assim podemos ver a glória de Deus também no vale.

Os soldados siros comandados pelo rei Ben Hadade foram derrotados pelos israelitas no monte e chegaram à conclusão de que o Deus dos israelitas era Deus dos montes, e por acreditar nisso disseram lutaremos no vale e prevaleceremos. Travou-se então a batalha e em apenas um dia 100.000 soldados siros foram feridos e o restante ao fugir entraram na cidade de Afeque e o muro da cidade caiu sobre os 27.000 soldados que sobraram; ou seja ficou provado que o Deus dos hebreus dá vitória ao seu povo no monte e também no vale.

O Salmista no Salmo 23.4 diz “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum porque tu estas comigo”  Não estamos sozinhos no vale Aleluias!

Jesus nosso exemplo máximo esteve no monte da transfiguração com seus discípulos e viram ali a sua glória de tal maneira que Pedro disse “Bom estarmos aqui” ou seja realmente é maravilhoso estar no monte, mas a bíblia relata em Lucas 9.37 “No dia seguinte desceram eles do monte… e depararam com um problema que representa um vale um jovem possesso que os discípulos não estavam conseguindo libertá-lo daquela escravidão. Jesus então entrou em cena e libertou aquele jovem provando assim ser Senhor do monte, mas também Senhor do vale.

E nós como podemos ver a Glória de Deus também nos vales que passamos?

A primeira verdade que temos que aprender é que Deus tem um propósito em todas as coisas e muitas vezes ele mesmo nos conduzirá aos vales para nosso aprimoramento e crescimento.

O profeta Ezequiel nos ensina através de 2 exemplos fantásticos e podemos aprender com ele.

Ezequiel 3.22 diz “ A mão do Senhor veio sobre mim, e ele me disse: Levanta-te e sai para o vale, onde falarei contigo” Ou seja em muitas situações de montes não buscamos ouvir Deus, mas nos vales estamos mais sensíveis à sua voz.

Ezequiel 3.23  Levantei-me e saí para o vale, e eis que a glória do Senhor estava ali…

Muitos estão lutando com o diabo e não ouvem Deus dizer Levanta-te e sai para o vale, mas é Deus quem está orientando. Por não aceitar o trabalhar de Deus, não obedecem e por isso não conseguem ver  a glória do Senhor e vivem vales intermináveis.

É mais fácil fugir, como um Jonas, ir para a caverna como um Elias, ou descer ao Egito como fez um Abrão, mas a virtude de reconhecer o trabalhar de Deus é o primeiro passo para experimentar a glória de Deus em meio aos vales e transformá-los em montes.

Mas tudo começa com “Então levantei e saí  (obediência) por obedecer desfrutou da glória de Deus mesmo estando no vale.

Ezequiel 37 o texto da visão do vale de ossos secos, nos ensina 3 etapas que podem fazer um vale de ossos secos se transformar em um grande e numeroso exército.

Ezequiel 37:1-6 Deus apresenta a visão (situação momentânea) e instrui o profeta.

Ezequiel 37:7-10 O profeta interage com a visão, agindo de acordo com a Palavra recebida e faz como o Senhor está ordenando. (obediência)

Ezequiel 37:11-14 Deus então interpreta a visão. (Resultado de aceitar o trabalhar de Deus)

Muitos querem receber a interpretação sobre o que representa o vale, entender o que está acontecendo, antes de dar o primeiro passo que é receber a instrução e obedecer. Outros até recebem a instrução quando estão nos vales, mas estão atrás de orações mágicas, buscam assim como Naamã resolver suas lepras (vales) sem descer ao Jordão.

Infelizmente poucos tem procedido como Eliseu, e muitos estão criando os verdadeiros Naamãs que dizem “Pensava eu que ele sairia a ter comigo, por se ia em pé, invocaria o nome do Senhor, seu Deus, moveria a mão sobre o lugar da lepra e restauraria o leproso.” (2 Reis 5.11 ) ou seja querem a benção, o milagre, a oração do profeta, mas não querem descer ao Jordão (compromisso).

Por maior que possa representar o vale, Deus está  no controle e sempre quer nos ensinar algo poderoso.  Se imitarmos o exemplo de Ezequiel nestas 3 etapas iremos nos surpreender com o rebuliço que Deus irá fazer. Pensem Nisso!

Pr. Carlos Veroneze

 

 

 

 

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password