“Temos a obrigação de sermos campeões”, diz Felipão

Já não era mistério e só faltava o discurso oficial confirmar Luiz Felipe  Scolari como técnico da Seleção Brasileira e Carlos Alberto Parreira. O anúncio  do presidente da CBF, José Maria Marin, veio na manhã desta quinta-feira, em uma  entrevista coletiva feita em um hotel da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

– É com bastante alegria e satisfação que volta a estar envolvido no grande  projeto da Seleção Brasileira, feliz por estar trabalhando com pessoas que  confiaram no meu nome e feliz por ter ao meu lado alguém com quem posso dividir  os rumos da Seleção, que é Parreira. O projeto de mundial está começando de uma  forma muito forte – disse Felipão.

Inicialmente programado por Marin para acontecer só em janeiro, a confirmação  do substituto de Mano Menezes foi antecipada para atender um pedido da Fifa. A  intenção foi evitar que o Brasil, país-sede da Copa das Confederações, passasse  pela situação embaraçosa de não ter um técnico nos eventos desta semana, como  workshop dos treinadores das seleções participantes, nesta quinta, a coletiva  deles, na sexta, e o sorteio dos grupos, no sábado.

Marin apresentou as razões por não ter escolhido um técnico estrangeiro, no  caso, Pep Guardiola, que chegou a revelar interesse em assumir a Seleção.

– Queria fazer alguns agradecimentos às pessoas que sugeriram um nome de um  treinador estrangeiro (Guardiola), fizeram com a melhor das intenções. Apesar de  o treinador estrangeiro merecer o melhor respeito, eu o conheci como treinador  de equipe e não de uma seleção, o que é muito diferente. Mas isso não diminui  meu respeito e consideração a esse treinador. Os títulos que conquistamos foram  obtidos graças ao trabalho dos nossos técnicos, os brasileiros, que levaram o  conhecimento de futebol além da fronteiras.

Felipão volta à Seleção depois de quase uma década. Ele deixou o cargo em  2003 e o entregou nas mãos do próprio Parreira, que dirigiu a equipe até a  eliminação da Copa de 2006, na Alemanha.

A estreia da nova comissão técnica do Brasil será no dia 6 de fevereiro, em  um amistoso contra a Inglaterra, no estádio de Wembley, em Londres. Felipão  voltará à capital inglesa com um status bem diferente do que saiu há quatro  anos. De lá ele saiu bastante criticado, após ser demitido do Chelsea.

Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/copa-do-mundo/Felipao-Parreira-Marin-Selecao-Brasileira_0_819518068.html#ixzz2DcGsKLYV © 1997-2012 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password