Técnico diz que desligar o ar para economizar combustível não é ideal

Mesmo com o calor do verão que faz no noroeste paulista, tem motorista que prefere desligar o ar condicionado do carro para economizar combustível. Mas segundo especialistas, este costume faz o carro gastar ainda mais.

Luciana de Oliveira, de São José do Rio Preto (SP), viaja quase todos os dias e com esse calor é difícil ficar sem ar. Mas para não gastar muito, a representante comercial faz um revezamento. “Eu desligo o ar quando o clima dentro do carro está bom e abro os vidros. Acho que assim economiza mais”, afirma Luciana.

A professora Sônia Marli também desliga o ar condicionado quando viaja. “Prefiro os vidros abertos, sempre ficam todos abertos. Acho que assim economizo” diz a professora. Mas de acordo com especialistas, abrir os vidros para evitar ligar o ar condicionado e  economizar combustível nem sempre é uma boa escolha. Num percurso na cidade, por exemplo, pode até valer a pena. Mas na estrada, quando a velocidade aumenta, as contas mudam e a viagem na estrada com os vidros abertos custa mais do que viajar com uma temperatura bem mais agradável no carro.

Jerry Casemiro, técnico em mecânica, explica que ao usar o ar condicionado, o consumo de combustível aumenta em média 10%. Mas ao abrir a janela em velocidades acima de 80 km/h, o ar que entra no veículo funciona como um freio e gasto com álcool ou gasolina é maior do que com o aparelho ligado. “Acontece o que a gente chama de freio aerodinâmico. Nessa condição para gente desenvolver a mesma velocidade eu preciso usar um pouco mais de potência do motor por conta do freio, chega a dar um aumento de até 5% no consumo de combustível”, afirma.

Ligar e desligar o ar condicionado com frequência também não garante economia. “Quando eu desligo o ar condicionado, o ar natural externo que está na temperatura ambiente ele tende a entrar no veículo, a hora que eu ligo o ar novamente, o ar condicionado tem que trabalhar mais para a temperatura abaixar então tenho um consumo maior de combustível. O ideal é uma vez que eu liguei o ar, mantê-lo ligado”, diz o especialista.

É preciso ficar atento também à troca do filtro do ar condicionado. Sujo, o gasto com  combustível  aumenta. O ideal é trocar o filtro a cada seis meses ou a cada 10 mil quilômetros rodados. “O filtro sujo dificulta o trabalho do equipamento obstruindo a passagem do ar isso faz com que o equipamento se esforce mais, consumindo mais combustível”, afirma Jerry.

 

G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password