TAG pretende montar mais dois espetáculos para 2014

Gestor Administrativo da Cia., Alexandro André, conta que o grupo continuará com o Abraço Grátis e também estuda a possibilidade de outros projetos de ação

 

O ano está acabando e com ele vem o planejamento para 2014. A Cia. TAG (Terapeutas do Abraço Grátis) adiantou para o Diário um pouco do que o público pode aguardar para o próximo ano. Apesar das novidades ainda estarem em estudo, o grupo já está em fase de pesquisa para a montagem de pelo menos duas novas peças, também de autoria própria, por meio de processo colaborativo.

 
O gestor Administrativo da Cia., Alexandro André, conta que o grupo continuará com o Abraço Grátis e também estuda a possibilidade de outros projetos de ação. “Pretendemos trazer novidades, mas por enquanto é prematuro adiantar algo”.

 

Em setembro, o grupo estreou com o espetáculo ‘Nova Rede de Compras’ e trouxe novamente o roteiro em outubro na IV Mostra de Teatro ‘Deco D’Antônio’. “Em Votuporanga, se tiver mais alguma apresentação dessa peça, será no primeiro semestre de 2014. A intenção do grupo é circular com a peça por outras cidades”, ressalta o gestor.
Sobre uma continuação do espetáculo, ele contou que no momento está descartada essa hipótese. “A ideia do grupo é trabalhar com outros formatos de espetáculos, sempre na linguagem lúdica e com a figura do palhaço.”
Alexandro André também faz uma avaliação da participação do grupo na edição da Mostra. “Foi positiva, principalmente com o bate papo após as apresentações, onde o grupo pode explicar um pouco sobre o processo criativo da peça e também contar sobre a história e origem.”

 
Ele acrescenta ainda que houve uma interação entre os artistas dos grupos participantes da Mostra. “Eles (e nós também) compareciam nas apresentações das peças, quando não era o dia do grupo apresentar, demonstrando que a formação de público deve partir primeiro dos próprios artistas, para depois atingir o público geral. Deixo a seguinte pergunta: se você não vai assistir o trabalho de um colega de profissão, como quer que ele venha assistir o seu trabalho?”, desabafa.

 

Mostra
Em relação à Mostra, Alexandro André disse ao Diário, que como todo evento, ele teve os prós e os contras. “Isso possibilita a melhora, neste caso o regulamento da Mostra foi disponibilizado com antecedência para os atores e atrizes locais cadastrados na Divisão de Cultura, para que fizessem sugestões e só após o mesmo foi levado para debate através da Câmara Setorial de Teatro, assim se abriu a oportunidade para os interessados apresentarem as propostas, demonstrando que é possível um seguimento se reunir para tratar de assuntos de interesses comuns relacionados ao seguimento artístico que represente nesse caso o teatro.”

 
Outro aspecto levantado foi a atenção dada pela secretária Silvia Rodolfo. “Bem como os funcionários designados por ela para darem suporte à realização do evento, importante também a participação do Conselho Municipal de Politicas Culturais que exerceu o papel de fiscalização para que houvesse transparência na realização da Mostra.”
No entanto, Alexandro aponta problemas de divulgação. “Apesar de toda a divulgação da Mostra pelos meios de comunicação da cidade, principalmente, pela cobertura do Diário, que todo dia publicava uma matéria sobre a apresentação do dia, consideramos a comunicação falha, visto que apesar dos esforços, ela não atingiu o público esperado como um todo, mas acredito que diante dos percalços podemos considerar o evento mais positivo do que negativo.”

 
Quem quiser saber mais sobre o grupo pode curtir a Fan Page no Facebook: www.facebook.com/ciatag ou acessar o site www.ciatag.com.

 

ANCELMO LIO – Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password