Suspeitos de fazer parte de quadrilha que trocou tiros com PM são presos

Durante a ocorrência em Novo Horizonte, dois homens morreram baleados. Na casa onde eles estavam foi achado carro que teria sido usado no crime.

A polícia prendeu durante a tarde desta quinta-feira (3) três pessoas suspeitas de fazer parte da quadrilha que trocou tiros com a polícia em Novo Horizonte (SP) e tentou explodir um caixa automático na cidade. No tiroteio, na rodovia Cesário José Castilho, um policial ficou ferido e dois suspeitos morreram.

Em uma casa na cidade, a polícia apreendeu um carro que teria dado cobertura na fuga dos ladrões, já que no veículo havia marcas de sangue e prendeu dois homens e uma mulher.

Em um trecho da rodovia Cesário José Castilho, a sete quilômetros da entrada de Itajobi (SP), os suspeitos começaram a atirar contra os policiais, que revidaram. Dois homens que estavam em um dos carros foram baleados e morreram.

Um dos carros usados para fuga dos criminosos foi abandonado na rodovia e a polícia encontrou explosivos no local. Policiais do esquadrão antibombas saíram de São Paulo para detonar os explosivos.

Criminosos, que também participaram do tiroteio e estavam em outro carro, conseguiram fugir. Várias cápsulas de fuzil ficaram espalhadas por todo acostamento. Um policial militar foi atingido por um estilhaço de bala na perna e está internado no hospital Padre Albino em Catanduva (SP). Um outro ocupante do carro em que dois foram mortos fugiu pelo canavial.

Na tentativa de encontrar outros integrantes da quadrilha o helicóptero Águia sobrevoou toda a área rural entre Itajobi e Novo Horizonte. Policiais de carro também fizeram buscas por estradas rurais. Durante o tiroteio, um terceiro carro foi abordado por policiais na entrada de Itajobi. Duas pessoas foram presas porque no porta-malas a polícia encontrou explosivos e artefatos usados para furar pneus.

Peritos percorreram o local e conseguiram apreender coletes à prova de balas, dois fuzis, uma pistola e munição. “Eles usaram armamento de grosso calibre, que usam mesmo neste tipo de ocorrência. A gente entende que tinha mais gente envolvida além dos dois mortos e o que já estão presos”, afirma o capitão Ronaldo Cheruti, da Polícia Militar.

Sequestro de ambulância
Os criminosos que conseguiram fugir do tiroteio na rodovia abordaram uma ambulância com pacientes de Tabatinga (SP) na rodovia Victor Maida, próximo a Araraquara (SP). Eles atiraram contra o veículo para que o motorista parasse, de acordo com informações da Guarda Municipal de Tabatinga.

Os criminosos usaram o veículo para fugir até São Paulo, mas os pacientes foram levados como reféns. Um dos criminosos chegou a trocar de roupa com o motorista da ambulância. Os pacientes e o motorista foram deixados com o veículo em São Paulo, próximo a uma favela.

A prefeitura de Tabatinga foi avisada sobre o sequestro-relâmpago e mandou uma nova ambulância para buscar os pacientes. Os pacientes, que iriam se consultar em Araraquara e Ribeirão Preto(SP), voltaram para Tabatinga. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password