Suspeito de matar idosa participava de estudos bíblicos na casa da vítima

André Pereira da Silva, 31 anos, frequentava um grupo de estudos bíblicos na casa da vítima.

A Polícia Civil identificou e prendeu na sexta-feira, dia 4, o homem suspeito de matar a aposentada Pilar Centeno Miguel de Oliveira, de 73 anos. A idosa foi encontrada morta em casa, na Vila Ideal, em Rio Preto, na última segunda-feira, dia 29, com sinais de facadas.

André Pereira da Silva, 31 anos, é o suspeito de ter matado Pilar. Ele era amigo da idosa, frequentava a mesma igreja que ela e começou a ir até a casa de Pilar para fazer parte de um grupo de estudos bíblicos.

Segundo a polícia, André confessou o crime e disse que dias antes conseguiu que a vítima lhe emprestasse R$ 4 mil. Ele não conseguiu pagar a dívida e a idosa teria ficado chateada. No último domingo, dia 28, André teria ido até a casa de Pilar, já com o intuito de matá-la para não ser mais cobrado.

Já dentro da casa, pediu um copo de água à vítima e quando ela foi até a cozinha, ele a seguiu, deu um golpe, conhecido como “mata-leão”, na idosa e ela ficou desacordada por um tempo. Quando retomou a consciência, tentou gritar por socorro, mas o homem pegou uma faca da cozinha e golpeou a garganta e outras partes do corpo da vítima.

De acordo com a polícia, o suspeito fugiu, levando uma televisão e o carro da vítima. Não bastasse isso, no dia seguinte o suspeito retornou à casa de Pilar, simulou estar chamando pela idosa e se disse preocupado por ninguém atender a porta. André ainda teria pedido a um vizinho para que pulasse o muro e entrasse na casa. A pessoa entrou, encontrou a aposentada morta e acionou a polícia.

Ainda conforme informações da Polícia Civil, o suspeito chegou a participar do velório da idosa, “não mostrando remorso em ter praticado a monstruosidade que acabara de fazer, promovendo uma cena de crime que só o escritor Dante Alighieri seria capaz de descrever com fidelidade os detalhes horríveis que nós policiais vimos”, diz a nota da Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

O carro da vítima foi encontrado no dia seguinte, próximo à casa da namorada do suspeito. A DIG começou a suspeitar de André e pediu à Justiça para que fosse expedido mandado de prisão temporária do suspeito. O mandado foi concedido na tarde de sexta-feira, dia 4, mesmo dia que o rapaz foi preso por policiais da DIG.

Segundo a polícia, André ainda é suspeito de ter matado outra aposentada, de 63 anos, também encontrada morta dentro de casa, mas sem sinais aparentes de violência. De acordo com a polícia, o rapaz confessou que, no ano passado, manteve amizade com essa outra vítima e a matou usando apenas um gole de “mata-leão”.

André foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Rio Preto e responderá pelo crime de latrocínio, roubo seguido de morte, cuja pena mínima é de 20 anos de prisão. A polícia ainda vai investigar se ele cometeu outros crimes. Gabriel Vital – diarioweb.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password