Surdos enfrentam barreiras para se comunicar

Faltam intérpretes em estabelecimentos comerciais e públicos causando constrangimento aos surdos em sua rotina diária.

 

Tarefas do dia a dia que parecem fáceis para a maioria da população, como fazer compras ou ir à farmácia, se tornam um problema quando são executadas por uma pessoa deficiente auditiva. Algumas repartições públicas e instituições de ensino já possuem um intérprete da Língua Brasileira de Sinais (Libras) em sua escala de funcionários, facilitando a comunicação entre ouvintes e surdos. Mas outras ainda deixam a desejar.

A aluna do curso Técnico em Podologia do Senac Votuporanga, Sanatieli Martins Barão, é deficiente auditiva e relata que encontra muitas dificuldades quando precisa ir ao médico ou mesmo fazer procedimentos comuns como ir ao banco ou andar de ônibus. “Sempre enfrento problemas quando vou ao oftalmologista, tento explicar o que sinto, mas ele não consegue entender com clareza, tornando assim um exame simples complicado. Outro dia ao ir a um caixa eletrônico, fiquei com dúvidas na hora de sacar dinheiro e pedi a ajuda de uma funcionária. Mesmo sinalizando, ela não entendeu e fui embora sem executar o saque”, acrescentou Sanatieli.

De acordo com a gerente do Senac Votuporanga, Eliane Baltazar Godoi, as pessoas surdas dificilmente encontram intérpretes de Libras em hospitais, lanchonetes, supermercados, bancos, delegacias e tantos outros lugares, tendo assim seus direitos desrespeitados. “Eles precisam recorrer frequentemente à boa vontade de amigos, parentes e voluntários”, ressaltou.

Além de oferecer o curso de Libras, o Senac Votuporanga possui em sua grade de funcionários, intérpretes para facilitar a comunicação entre docentes e alunos. A turma de nível intermediário, especialmente voltada para aqueles que já têm um contato prévio com a língua, está com inscrições abertas e as aulas iniciam no dia 16 de fevereiro.

“Esse curso é destinado para quem deseja se tornar intérprete, mas também pode ser direcionado para aqueles que têm interesse social na língua, ou seja, que convivem com pessoas que se comunicam através da Língua Brasileira de Sinais”, disse Eliane.

Os interessados podem se inscrever pelo site www.sp.senac.br/votuporanga, pelo telefone (17) 3426-6710, ou diretamente na unidade, que fica na Rua Guaporé, 3.221 – Nova Boa Vista.

Serviço:

Libras Intermediário

Início: 16/2/2016 | Término: 28/7/2016

Aulas: de terças e quintas-feiras, das 19h15 às 22h45

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password