Sorteados reclamam da espera por casas populares de Nhandeara

Há 9 anos, eles foram contemplados, mas casas não ficaram prontas. CDHU disse que obra foi prejudicada por causa de problemas na Justiça.

Há 9 anos mais de 200 famílias deNhandeara (SP) esperam pela entrega de casas populares. A maioria já cansou de esperar. Um novo prazo para conclusão do conjunto residencial foi dado: junho do ano que vem. Mas quem foi sorteado não está confiante que ele será cumprido.

Todo mês, o desafio de Adriana Correa é manter o pagamento das contas em dia. A maior despesa é com o aluguel, que consome metade do salário. Sempre que a situação aperta ela se lembra que podia estar mais tranquila, morando na casa própria. Adriana foi sorteada em 2004 para receber uma das casas de um residencial construído pelo Governo Estadual e a Prefeitura, por meio de parceira. Mas até hoje, o sonho se resume a papéis amarelados pelo tempo. “Ficamos muito triste porque assim como eu, tem muitas pessoas precisando das casas”, conta Adriana.

O motivo do atraso, segundo a prefeitura, foi o cancelamento do contrato com a empresa que venceu a primeira licitação. “Infelizmente ficamos sem saber o que fazer. Se eles dessem a casa como ela está, faríamos de tudo para terminar, porque esperar não é mais viável” conta a dona de casa Andreia Aparecida Silveira.

O Tem Notícias mostrou, no ano passado, a angústia dos moradores, em ver a construção abandonada. Em novembro, uma nova empresa assumiu as obras. Mesmo com a movimentação de operários no terreno, quem ainda está do lado de fora cobra mais agilidade no trabalho. “Colocam tanques para nos iludir e dizer que estão trabalhando, mas com tão poucas pessoas trabalhando, já acho que eles não vão terminar”, conta Andreia.

O prefeito não foi encontrado para falar sobre o assunto. O responsável pela obra na cidade, não quis dar entrevista. Por telefone, o diretor da Construtora disse que o novo prazo de entrega do residencial é para junho de 2016.

Sobre a construção de 210 casas em Nhandeara, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) disse que a construção das casas populares é uma parceria com a prefeitura e que o andamento da obra foi prejudicado por causa de problemas na Justiça. A Companhia informou que 70% da obra está pronta. G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password