Soldado da FAB morre afogado ao tentar salvar adolescentes no litoral de SP

“Foi uma honra muito grande saber que ele deu a vida para salvar outra”, disse o padrasto de Mateus da Silva Santos, soldado da Força Aérea Brasileira (FAB), que morreu ao tentar salvar dois adolescentes que se afogavam no mar em Guarujá, no litoral de São Paulo. Ele será velado e sepultado neste domingo (6).

O soldado de 22 anos, que atuava na Base Aérea de São Paulo, estava com amigos na praia do Guaiúba quando viu dois adolescentes, de 12 e 13 anos, se afogando no mar. Ele correu para salvá-los, mesmo que não soubesse nadar, e conseguiu empurrar o mais velho para o raso antes de se afogar. O outro adolescente segue desaparecido (leia ao final do texto).

Ao G1, o padrasto do soldado, Cleverson Rodnei da Silva, contou que Mateus era um rapaz tranquilo e caseiro. Quando ele aceitou viajar para o litoral, teria surpreendido os amigos. “Os amigos dele até brincaram quando ele disse que ia junto, porque era do quartel para casa a vida dele”, contou.

Na praia, segundo os amigos contaram aos familiares, Mateus estava encantado. “Ele estava muito feliz, dizia que o mar estava lindo e que o dia estava perfeito”, disse o padrasto. “Eu jamais iria imaginar que ele iria tomar uma atitude dessas, dar a própria vida, mesmo sem saber que não tinha condições, para salvar a vida de outra pessoa”.

.

Soldado Mateus conseguiu salvar um dos adolescentes antes de se afogar em Guarujá, SP — Foto: Arquivo pessoal

Soldado Mateus conseguiu salvar um dos adolescentes antes de se afogar em Guarujá, SP — Foto: Arquivo pessoal

“Só deu tempo dele jogar a criança pra frente e o mar levou ele. Acharam ele 15 segundos depois, mas já estava boiando. Puxaram ele pra areia e tentaram reanimá-lo, ele acordou e foi aplaudido pelas pessoas que estavam ali por ter salvado o menino e porque acharam que ele iria sobreviver. Mas aí ele apagou de novo e morreu”, relatou.

Ele será velado às 12h e sepultado às 15h no Cemitério Bonsucesso, em Guarulhos (SP), neste domingo (6).

A Força Aérea Brasileira emitiu uma nota de pensar lamentando o falecimento do militar do efetivo da Base Aérea de São Paulo. “A Instituição expressa suas condolências e presta todo o apoio à família do militar nesse momento de luto”, disse no texto.

Buscas continuam

 

Daniel, de 12 anos, está desaparecido no mar de Guarujá, SP — Foto: Reprodução

Daniel, de 12 anos, está desaparecido no mar de Guarujá, SP — Foto: Reprodução

O Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMar) segue, desde sexta-feira (4), realizando buscas por Daniel Reis da Silva, de 12 anos. Ele, que mora em São Vicente, estava com o adolescente de 13 anos que foi salvo pelo soldado.

Segundo o GBMar, são utilizadas três embarcações nas buscas do menino. As buscas foram encerradas por volta de 18h de sábado (5) e retomadas no início da manhã deste domingo (6) pela região da praia do Guaiúba.

G1

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password