Sofás empilhados no Ecotudo Sul preocupam

Os dois pontos de coleta do programa recebem em média 300 estofados por mês, que são encaminhados para o aterro

A quantidade de estofados deixados no Ecotudo de Votuporanga é imensa. São em média 15 toneladas por mês, cerca de 300 unidades. O amontoado de peças na unidade Sul preocupou alguns visitantes do local que pediram atenção da Saev Ambiental (Superintendência de Água, Esgoto e Meio Ambiente de Votuporanga).

Além dos sofás, há também uma grande pilha de descarte de materiais de madeira, que parecem ser de móveis desmontados e que foram deixados no Ecotudo Sul.

O vereador Douglas Lisboa foi procurado por alguns moradores. “O medo é que um pequeno fogo que seja provocado no local cause um grande incêndio. Vou entrar em contato com o Gustavo Gallo, da Saev, para saber quais providências vão tomar”.

De acordo com a Saev Ambiental, os estofados que se encontram no Ecotudo Sul são provenientes da demanda local, que na maioria são levados pela população ou até mesmo através do disque-­ecotudo, que é o serviço oferecido pela Saev Ambiental, próprio para realizar o recolhimento deste tipo de produto (resíduos de grande porte).

A Saev disse ainda que as espumas que são retiradas dos sofás são encaminhadas ao aterro sanitário periodicamente, conforme a quantidade que é recebida nas duas unidades do Ecotudo.

Como alternativa para o descarte de lixo, Votuporanga possui duas unidades do Ecotudo (um na Zona Norte e outro na Zona Sul) que foram estruturados pela Prefeitura e Saev Ambiental para receber todo tipo de resíduos gerados nas residências votuporanguenses, desde lixo comum (orgânico), produtos recicláveis, podas de árvores, até animais mortos (de pequeno porte).

Os resíduos levados pelo morador ao Ecotudo são separados e têm um destino ambientalmente correto e diferente de acordo com o tipo do material. O projeto faz parte da Política Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Urbanos, traçada pela Saev Ambiental, dentro do plano do atual governo municipal.

Um dos objetivos do Ecotudo é diminuir os pontos de descarte irregular na cidade, que por sua vez podem atrair vetores de doenças (ratos baratas, dengue, etc) e contaminar o solo e a água, além de fazer a destinação correta dos resíduos sólidos que não são objeto de coleta nas casas.

Endereços

O Ecotudo Sul atende na antiga Algodoeira Matarazzo ­ Avenida Conde Francisco Matarazzo, esquina com Avenida Francisco Bueno Baeza (da Coacavo), no Palmeiras I. Mais informações pelo (17) 3422­2854.

O Ecotudo Norte fica na Av. Sete, nº 2440, paralela à Jerônimo Figueira da Costa, no Distrito Industrial I, com placas de sinalização a partir da avenida Emílio Arroio Hernandes. Leidiane Sabino/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password