Sindicatos adiam manifestação contra PL que regulamenta contratos de terceirização

Os sindicatos de Votuporanga que uniram-se contra a terceirização resolveram adiar a manifestação que aconteceria hoje

No dia 17 de maio, uma reunião entre sete sindicatos votuporanguenses (Sincomerciários, Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção e Mobiliários, Sindicato dos Bancários, Sindicato da Alimentação, Sindicato dos Motoristas de Jales e da Região, Sindicato da Educação, Servidores Municipais) no dia 17 ficou acordado que, no dia 4, seria realizada uma manifestação na Câmara Municipal em apoio aos que lutam contra o projeto da terceirização.

Segundo a presidente do Sincomerciários, Lia Marques, a data foi adiada, pois o senado ainda não agendou o dia para a votação da PL. “Vamos esperar chegar mais perto da votação do senado para protestarmos, para não dar esse espaço muito grande”, disse ela à reportagem do Diário.

Aprovação dos Deputados
A Câmara de Deputados aprovou o projeto que regulamenta contratos de terceirização. Foram 230 votos a favor contra 203 votos contra, que aprovaram a emenda que mantém no texto-base a possibilidade de terceirizar a atividade-fim, o que permite que empresas possam subcontratar para todos seus setores de atividade.

Terceirização
O projeto em questão, de número 4330/2004, tramita na câmara há 10 anos, e só agora ganhou proporções maiores, após ser colocado em votação e aprovado na Câmara dos Deputados. A lei, se aprovada, prevê a contratação de serviços terceirizados para qualquer atividade, desde que a contratada esteja focada em uma atividade específica. Empresas privadas, sociedades de economia mista, produtores rurais e profissionais liberais estão inclusos na mudança. O texto somente não se aplica à administração pública direta, autarquias e fundações. Maíra Petruz/Diário de Votuporanga

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password