Shopping aquece economia regional

Novo empreendimento propicia geração de mais empregos, profissionalização do comércio, valorização imobiliária e aumento na arrecadação de impostos

Quase 35 mil m² de área construída, abertura de 2 mil vagas de emprego, área de influência de 731 mil habitantes num raio de 100 quilômetros e mais de 120 lojas com grande diversidade de compra. O primeiro shopping de Votuporanga ainda está em construção e já tem previsões baseadas em grandes números. Especialistas comentam que o empreendimento tem forte interferência na economia local e na melhoria da oferta de produtos e qualidade dos serviços aos consumidores.

O North Shopping Votuporanga, o décimo empreendimento do grupo Sérgio Gomes Participações – SG Par, começou a ser construído na cidade em maio deste ano e já atingiu a marca de 40% de obras concluídas. Serão 1.117 vagas de estacionamento e espaço de lazer e entretenimento com play, boliche, praça de alimentação e quatro salas de cinemas.

“Além de um local de lazer para toda a família e amigos, o empreendimento traz uma proposta sofisticada de excelência em serviços e, principalmente, de impulsionar a economia de Votuporanga e municípios da microrregião, que formam uma área de influência com 731 mil habitantes”, comenta o empresário Sérgio Gomes.

Incentivo à economia

De acordo com a Abrasce (Associação Brasileira de Shoppings Centers) os efeitos da abertura de um shopping no município são sentidos, principalmente, na melhoria da qualidade dos serviços e desenvolvimento do comércio local. Além disso, incentiva a qualificação e a profissionalização dos prestadores de serviços. “Todos buscam aprimorar seus produtos ou atendimento porque se estimulam com a concorrência. É um ciclo virtuoso que beneficia toda a cidade”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico de Votuporanga, Diogo Mendes Vicentini.

O empresário Sérgio Gomes, da SG Par, cita o North Shopping Barretos, que comemora três anos de sucesso no próximo mês. “Em Votuporanga, não será diferente. A cidade se firmará, assim como Barretos, como um polo regional de compras”, disse ele.

Segundo o economista Hipólito Martins Filho, que também é professor e responsável por pesquisas econômicas realizadas pela Faculdades Integradas Dom Pedro 2º, em Rio Preto, os setores de comércio e serviços são os que mais têm crescido e auxiliado o fortalecimento da economia na região do Noroeste Paulista. “A região tem empresas setoriais, mas o que prevalece economicamente ainda são os setores de comércio e serviços. E a vinda de shoppings para cidades do interior paulista, como no caso de Votuporanga e Barretos, confirma essa tese”, disse ele.

De acordo com Martins Filho, a principal contribuição do novo empreendimento em Votuporanga será a transformação da cidade em um polo de compras e consumo. Não só para os votuporanguenses, mas para os moradores de cidades que estejam em um raio de até mais de 100 quilômetros. “Toda a microrregião de Votuporanga será beneficiada. Isso sem contar que o shopping tem também um potencial grande de geração de ICMS, o imposto estadual que incide sobre a circulação de mercadorias. É um local que concentra apenas a atividade comercial e, por isso, contribui para a criação dessa receita, revertida para a população em políticas públicas”, afirma o economista.

Martins Filho ressalta ainda que a criação de postos de trabalhos também movimenta a economia local. “As empresas que se estabelecem em Votuporanga por causa do shopping acabam contribuindo porque, inevitavelmente, terão que comprar produtos indispensáveis ao funcionamento. Com isso, surgem novos negócios, que impulsionam outros setores”, disse o economista.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico de Votuporanga, o empreendimento vai oferecer empregos durante a construção e, após sua inauguração, a previsão é que gere mais de 2 mil empregos entre operação do empreendimento e lojas. “Isso sem contar na profissionalização do comércio, melhorias no entorno do centro de compras, valorização imobiliária e aumento na arrecadação de impostos”, disse Vicentini.

Competitividade

Apesar de ainda existir o estigma de que a chegada de um shopping prejudica e até compromete a sobrevivência do varejo de rua, pode-se observar, nas lojas de rua, um movimento rumo à renovação, assim como a qualificação do atendimento e dos serviços. A afirmação é de uma pesquisa feita, recentemente, pela Abrasce (Associação Brasileira de Shoppings Centers) em cidades com mais de 90 mil habitantes.

“O empreendimento trará um sistema de competitividade saudável. Só irá se estabelecer no mercado quem tiver qualidade, preço competitivo e inovação”, disse Martins Filho.

De acordo com empresário Sérgio Gomes, da SG Par, o North Shopping Votuporanga trará a ampliação do mix local de lojas, com a instalação de novas redes varejistas de atuação nacional e marcas nacionais e internacionais. “Os moradores de Votuporanga e cidades que formam a microrregião ganharão uma nova opção de entretenimento e lazer, além de um espaço confortável e agradável para fazer suas compras”, disse o empresário.

Números do setor

A indústria de shopping centers no Brasil vem demonstrando um crescimento vigoroso. Só nos últimos cinco anos foram inaugurados 94 empreendimentos em todo o país. De acordo com a Abrasce, o faturamento do setor já representa 19% de todas as vendas do varejo nacional. Segundo a associação, serão inaugurados no Brasil 41 shoppings em 2014.

Desse total, só no Estado de São Paulo serão inaugurados 14 novos centros de compras, entre eles, o North Shopping Votuporanga. Atualmente, o Brasil conta com 482 shoppings.

SG Par

Há 22 anos no mercado brasileiro, o grupo SGPar investe agora na construção do shopping em Votuporanga, o décimo da rede. Em constante expansão, as atividades vão desde concepção, incorporação, planejamento, construção, comercialização até a administração dos centros de compras em vários estados brasileiros.

Hoje o Grupo atua com cinco unidades no Ceará, uma em Pernambuco, uma em Mato Grosso do Sul, e no Estado de São Paulo conta com um shopping em Barretos, a construção em andamento da unidade de Votuporanga e um shopping em desenvolvimento em Sertãozinho.

Mais informações sobre o shopping de Votuporanga, acesse http://www.northshoppingvotuporanga.com.br/

Comercialização

A empresa Sérgio Gomes Participações – SGPar deu início à comercialização das lojas do North Shopping Votuporanga. Desde o dia do lançamento comercial do North Shopping Votuporanga, as negociações estão sendo realizadas no estande localizado na marginal Nasser Marão, 3773, ao lado do antigo recinto de exposições. De acordo com o empresário Sérgio Gomes, os lojistas interessados em abrir uma loja no empreendimento podem visitar o estande, que funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h. “Aos sábados faremos atendimentos das 9h às 13h”, disse ele.

Mais informações no plantão de vendas no local ou pelos telefones (17) 3422-7112/3422-7115. Reservas de lojas também podem ser feitas pela Nacional Shopping pelo telefone (11) 3371-1213 ou pelo e-mail comercial@nacionalshopping.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password