Serginho quer uma gestão participativa

Vereador contou que os colegas que o elegeu, fizeram uma pauta de propostas de trabalho

O vereador Sergio Adriano Pereira (SDD), o Serginho da Farmácia, foi eleito presidente da Câmara Municipal na eleição realizada na última segunda-feira. No dia seguinte, ele esteve no programa Jornal da Cidade, da Rádio Cidade, para comentar a articulação para que ele chegasse ao cargo. Ele disse que pretende que a Casa de Leis seja mais participativa, com sessões itinerantes e também delegação de funções entre os legisladores.

Sobre a articulação para que ele conseguisse a função, iniciada por Mehde Meidão, Osvaldo Carvalho e Jurandir Benedito da Silva (Jura), o vereador Serginho explicou que este trabalho vem sendo feito há mais de dois meses. “O Silvão Carvalho fazia parte do grupo, mas no final ele ficou neutro e o restante decidiu que votaria no Douglas Lisboa ou em mim. No final, fui escolhido, houve um acordo entre nós e tudo deu certo. Junto com os demais vereadores, faremos um trabalho oferecendo à população algo além do que a Câmara já tem hoje”.

Serginho contou ainda que os vereadores que faziam parte do grupo que o elegeu, fizeram uma pauta de propostas de trabalhos, solicitando, por exemplo, reunião ordinária quinzenalmente, convocando todos os membros da Casa de Leis; mudança no regimento interno, com a presidência à disposição de todos os demais edis; ações voltadas à divulgação das sessões; aperfeiçoamento do atendimento da recepção e a melhoria das condições de trabalho dos servidores; incentivo a cursos promovidos pelo Tribunal de Contas e Senado Federal via Internet; mudança de acesso à biblioteca da Câmara; transmissões das sessões da Câmara pelas emissoras de rádio; e sessões itinerantes para os bairros.

Com relação aos que não votaram em Serginho, ele disse que espera que não ocorra oposição. “Meu trabalho é para ser feito aos 15 vereadores, independente do voto. Acredito que a partir de janeiro vamos ouvir ideia de todos e não deve ocorrer divisão na Casa”, disse.

Nos eventos realizados no município, Serginho quer que haja divisão de representação, com um vereador falando em nome da Câmara por vez. “As funções podem ser divididas. Meu tempo é curto devido minhas atividades pessoais e vou delegar atividades porque quero uma Casa participativa”, ressaltou.

Sobre a próxima eleição para prefeito, o presidente eleito disse que ouve comentários na cidade da possibilidade do deputado federal João Dado, que é de seu partido, se candidatar. “Acho que será muito importante se ele concorrer e terá o apoio nosso do SDD e de outros partidos, mas tudo é questão de conversar e de tempo”, contou.

As reuniões da Câmara Municipal retornam no dia 26 de janeiro. Não haverá sessão solene no dia 1°. Leidiane Sabino/A Cidade

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password