Secretário Mineiro quer equipe de ponta na capoeira

Secretário busca atletas femininas para compor a equipe oficial para os Jogos Regionais, que acontecerão em junho, nas modalidades de capoeira Regional de Bimba e de Angola

 

A Secretaria Municipal de Esportes e Lazer está buscando atletas com potencial para comporem a equipe oficial de capoeira, visando as futuras competições oficiais, dentre as quais os Jogos Regionais e Abertos. De acordo com o secretário Mineiro, “nossa intenção está voltada para atletas femininas acima de 18 anos, para competir nas modalidades de capoeira Angola e Regional de Bimba, nas categorias meio-pesado (de 59,01 à 66 kg) e pesado (acima de 66,01 quilos)”, informa.

O objetivo é formar uma equipe forte para as disputas dos 58º Jogos Regionais, cuja edição deste ano será em Jales, no período de 02 à 12 de julho. “Queremos trazer medalhas e classificar Votuporanga para os Jogos Abertos, já que é intenção do prefeito Junior Marão investir forte no esporte de competição, o que incentivaria as crianças a procurarem as escolinhas de base. Assim, num futuro próximo, teríamos um trabalho de base capaz de revelar novos talentos para o esporte nacional”, fala otimista.

Os atletas interessados em defender a cidade, devem comparecer no CSU, ou entrar em contato com a Secretaria, pelo fone 3426-1203 e falar com Ricardo.

 

A Capoeira

Os nomes mais conhecidos na história da capoeira são o Mestre Bimba, Manoel dos Reis Machado, que viveu de 1899 a 1974, e Mestre Pastinha, Vicente Ferreira Pastinha, que morreu em 1981, aos 98 anos. Na década de 1930, o universo da capoeira se bifurcou entre as escolas da Capoeira Regional, criada por Bimba, e da Capoeira Angola, linha tradicionalista, que teve em Pastinha seu principal defensor.

Bimba enriqueceu enormemente a capoeira, preservando o essencial das tradições da luta brasileira e ao mesmo tempo, adaptando-a à realidade da nossa sociedade. Antes da década de 30, percebeu que era necessário que a capoeira sofresse algumas modificações para que pudesse se expandir e conquistar definitivamente o seu lugar no meio esportivo, cultural e educacional brasileiro. Assim, nasceu a capoeira regional.

Pastinha, por sua vez, foi o mais célebre mestre de capoeira Angola do país e brigou como um guerreiro incansável pela valorização da “mais bela de todas as lutas”. Tinha 8 anos quando conheceu “o gingado” com um africano que chamava carinhosamente de tio Benedito (Mestre Bentinho). Mestre Pastinha utilizava todos os seus talentos para valorizar a capoeira, fazia versos e chegou a escrever um livro Capoeira Angola, publicado em 1964, onde defende que nenhuma outra forma de luta seria capaz de estimular tanta resistência e agilidade de movimentos.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password