Secretaria Municipal de Direitos Humanos inicia campanha de prevenção à Aids

Foram montados três mil kits de preservativos e géis lubrificantes para serem distribuídos nas entidades parceiras da pasta

A Secretaria Municipal de Direitos Humanos realiza pelo terceiro ano consecutivo a campanha permanente de prevenção à Aids e DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis).

Estão sendo distribuídos desde esta semana três mil kits contendo 10 preservativos e 10 géis lubrificantes para as entidades Casa de Apoio e Estar Mão Amiga, Comunidade Assistencial Irmãos de Emaús (Casa Abrigo), Comunidade São Francisco de Assis, Amor Exigente e Associação Antialcoólica. A campanha tem parceria com a Secretaria Municipal da Saúde.

O secretário municipal de Direitos Humanos, Emerson Pereira, explica que com a chegada do Carnaval as pessoas costumam se divertir e serem influenciadas pelo prazer momentâneo, não se importando com as consequências. “Depois desta típica festa brasileira, aumentam-se os casos de gravidez indesejada na adolescência e também de portadores do vírus HIV. Queremos levar prevenção a todos, não somente na época do Carnaval, mas sim durante todo o decorrer do ano”, falou.

Emerson lamenta que cada vez mais cedo os jovens estão sendo contaminados pelo vírus HIV pelo simples fato de não terem se cuidado durante as relações sexuais.

“Segundo as estatísticas, Votuporanga tem aproximadamente 400 pessoas portadoras do vírus HIV. A maioria é jovem e isso nos traz grande preocupação em lutarmos constantemente em prol da prevenção. Vemos também várias adolescentes grávidas, o que acaba trazendo transtornos familiares, uma vez que não foi planejada a criança. Temos que ter responsabilidades e nos prevenir”, disse.

O público alvo da campanha, assim como ocorre nos anos anteriores, é atender todas as pessoas, até as que estão em situação de rua, sem moradia fixa. “Muitos não têm acesso à estas informações e por isso iremos também levar para as entidades que atendem este público”, contou.

A partir do dia 25, próxima segunda-feira, será a última semana de Emerson Pereira frente à Secretaria Municipal de Direitos Humanos. Entretanto, o secretário espera que a campanha permanente de prevenção à Aids/DST tenha continuidade no decorrer do ano mesmo com outro secretário assumindo os trabalhos.

 

Testemunho

Um transexual de 30 anos que integra o público LGBT e é atendido pela pasta comentou que sempre é relevante obter informações sobre saúde, principalmente referente à Aids. “Trabalho como profissional do sexo há 15 anos e não posso me arriscar. Usarei o kit e sou grata pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos oferecer estas informações”, falou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password